Rodoviários de Teresina decidem retornar ao trabalho nesta quarta-feira (8) após decisão judicial

Rodoviários de Teresina decidem retornar ao trabalho nesta quarta-feira (8) após decisão judicial

7 de julho de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

TERESINA – Os rodoviários de Teresina resolveram acatar a decisão da Justiça do Trabalho do Piauí e informaram que retornam ao trabalho já na manhã desta quarta-feira (8). A decisão, foi anunciada pelo sindicato da categoria na tarde desta terça-feira (7), durante uma reunião de negociações sem avanços. A categoria informa que a paralisação continua, mas que seguirão respeitando a decisão judicial.

O Sindicato dos Trabalhadores de Empresas de Transportes Rodoviários – Sintetro, informou através de seu secretário de previdência social, Francisco das Chagas, que a categoria irá cumprir a decisão judicial de 70% da frota de ônibus circulando nos horários de pico. Nos demais horários, 30% da frota circulando.”

Decisão judicial

A desembargadora do Trabalho Liana Chaib estabeleceu o prazo de 24 horas para que os motoristas e cobradores retornem ao trabalho. O grupo está em greve há 52 dias.

A liminar foi requerida pelo Ministério Público do Trabalho – MPT, após o ajuizamento do dissídio coletivo (quando não ocorre um acordo na negociação direta entre trabalhadores ou sindicatos e empregadores).

A decisão estabelece que pelo menos três horas pela manhã (de 6h a 9h) e três horas no final do dia (de 17h a 20h), de segunda a sexta-feira, e, aos sábados, das 6h às 9h e das 12h às 15h, o funcionamento deve alcançar pelo menos 70% da frota. Já nos demais horários e aos domingos deve-se manter o funcionamento de pelo menos 30% da frota.

Foto: Reprodução de TV

A decisão da desembargadora Liana Chaib determinou, também, que o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina – Setut, disponibilize a quantidade necessária de ônibus para a circulação visando o cumprimento dos percentuais mínimos estabelecidos.

Ela determinou ainda que veículos para o transporte alternativo devem continuar sendo cadastrados pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito – Strans, enquanto durar a greve dos ônibus em Teresina.

Com informações da TV Clube, Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito – Strans, e Sindicato dos Trabalhadores de Empresas de Transportes Rodoviários – Sintetro