DF: Mais mobilidade para pessoas com deficiência

DF: Mais mobilidade para pessoas com deficiência

14 de agosto de 2020 Off Por Redação Revista do Ônibus

BRASÍLIA – O Governo do Distrito Federal, informou que quatro micro-ônibus adaptados para pessoas com deficiência foram doados, nesta sexta-feira (14), pelo Governo Federal à Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). Um dos veículos será entregue à Associação Pestalozzi de Brasília, localizada na Asa Sul. Os demais serão utilizados para o atendimento de crianças, idosos e deficientes das unidades de acolhimento socio-assistencial da capital (veja mais no vídeo ao final desta reportagem).

 Foto: Renato Alves – Agência Brasília – Divulgação

“É uma forma de garantir o direito de locomoção dos cidadãos” Ana Paula Marra, secretária-executiva de Desenvolvimento Social

A secretária-executiva de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra, destacou a importância dos micro-ônibus para a assistência social do DF. “Os veículos trarão mobilidade à população mais vulnerável do DF, como idosos, pessoas com deficiência, mulheres e toda rede de pessoas que nós atendemos na secretaria”, ressalta. “É uma forma de garantir o direito de locomoção dos cidadãos.”

Secretário especial de Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Sérgio Queiroz informou que os micro-ônibus são totalmente equipados para atender pessoas com dificuldade de locomoção. “Há ar condicionado e uma cadeira especial para aqueles que têm dificuldade de mobilidade“, explica. “Essa é uma parceria muito importante entre o governo federal e local para as pessoas em situação de vulnerabilidade social”.

 Foto: Renato Alves – Agência Brasília – Divulgação

Carência

Concedidos pelo Governo Federal por meio do programa MOB-Suas, os micro-ônibus são de uso rural e urbano e custam R$ 279,2 mil cada. Os veículos, com capacidade para até 20 pessoas, são equipados com dispositivo de poltrona móvel para embarque e desembarque de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. O objetivo é proporcionar mais mobilidade aos usuários e às equipes multidisciplinares.

 Foto: Renato Alves – Agência Brasília – Divulgação

Outras ações

Estatuto da Pessoa com Deficiência foi sancionado pelo governador Ibaneis Rocha em julho deste ano. Uma das ações relacionadas ao tema teve início no mês passado, com oferecimento de transporte e acompanhamento de pessoas com deficiência para atendimento fora da Central de Interpretação em Libras (CIL), localizada na estação do metrô da 112 Sul. O agendamento é feito de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, presencialmente ou por WhatsApp, no número (61) 9 9361-3668.

 Foto: Renato Alves – Agência Brasília – Divulgação

.

Com informações da Agência Brasília