Goiânia apresenta novo sistema de bilhetagem eletrônica

Goiânia apresenta novo sistema de bilhetagem eletrônica

26 de novembro de 2019 0 Por revistadoonibus

GOIÂNIA – O presidente da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), Benjamin Kennedy Machado da Costa, e membros da Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC) apresentam, nesta terça-feira (26/11), às 10 horas, na sede da CMTC, o novo modelo de bilhetagem eletrônica. O sistema já está em operação em outras cidades brasileiras, como Rio de Janeiro e São Paulo, e sua implantação visa melhorar a experiência do usuário. 

Nos últimos anos, a evolução tecnológica modificou a forma como as pessoas lidam com o dinheiro no dia a dia. As tradicionais cédulas de papel perdem cada vez mais espaço para os meios de pagamento mais modernos, como cartões de débito e crédito e transações digitais. Acompanhando esta nova realidade, a CMTC e a RMTC promovem a reformulação completa do sistema de bilhetagem. A ideia é trazer mais comodidade e praticidade aos usuários. Os novos meios de pagamento para utilização dos ônibus contemplam diferentes modelos e facilitam a aquisição da passagem, além de garantir mais segurança aos usuários.

Wi-fi e cartões

Com financiamento e implementação gradual realizada pelo RedeMob Consórcio, o novo sistema de bilhetagem terá funcionalidades como biometria facial, pagamento por QR Code, cartões Sitpass, cartão de crédito ou débito por aproximação (NFC), pagamento em nuvem, recarga a bordo, wi-fi a bordo e atualização de dados dos cartões a bordo. A primeira fase, que contempla a biometria facial e o QR Code, será executada em até oito meses após a assinatura do contrato. A segunda fase terá prazo de conclusão de quatro meses após o término da primeira etapa.

A nova tecnologia foi escolhida a partir de estudos de mercado com as principais empresas do setor, que apontaram a Prodata como fornecedora do melhor conjunto de recursos disponíveis no Brasil atualmente. A Prodata é líder de mercado na América do Sul e está presente em 240 cidades, entre elas nove capitais brasileiras. Além de deixar as viagens mais agradáveis e o sistema de transporte mais prático e seguro, a nova bilhetagem vai permitir a flexibilização tarifária por tipo de dia, horário ou linha, e possibilitar maior integração eletrônica entre as linhas sem uso dos terminais.

A transição para o novo sistema de bilhetagem será executada sem prejuízos ao sistema atual. Todas as etapas do processo vão acontecer de forma a minimizar o impacto durante o período de transição. O objetivo é esclarecer para os usuários todos os benefícios que chegarão com a mudança, por meio de campanhas nas redes sociais e nos terminais de integração da RMTC.

Satisfação do usuário

A substituição do atual sistema de bilhetagem eletrônica é um consenso entre todas as instituições e empresas que fazem parte da RMTC. Pioneiro no Brasil, o sistema de Goiânia atual utiliza tecnologia francesa e está com mais de 22 anos de operação ininterrupta e dará lugar agora a um novo modelo que aproveita todas as potencialidades dos novos recursos tecnológicos. “A proposta é facilitar sempre o acesso do usuário ao transporte. Oferecer ferramentas que aperfeiçoem essa experiência e que dão mais segurança na utilização de dados, é melhorar o serviço para que ele se torne cada vez mais atrativo”, diz Benjamin Kennedy.

Com informações da Prefeitura de Goiânia