Vídeo: Moradores registram bombardeios russos em estradas da Ucrânia

Vídeo: Moradores registram bombardeios russos em estradas da Ucrânia

10 de outubro de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

DNIÉPER – Os Ucranianos amanheceram nesta segunda-feira (10), com diversas cidades sendo atacadas por bombardeios feitos pela Rússia. De acordo com as agência internacionais de notícias, desta vez, os principais alvos as estruturas de energia e comunicações.

Vídeo: Moradores registram bombardeios russos em estradas da Ucrânia - revistadoonibus
Foto: Leo Correa – AFP – Divulgação

Uma câmera de segurança em um dos veículos que circulava pela cidade de Dniéper, ao sudeste do país, registrara o momento em que um dos mísseis cai na estrada.

De acordo com o prefeito da cidade, Boris Filatov, o bombardeio ocorreu a cerca de 5 metros de um ônibus com passageiros dentro, mas ninguém morreu. 

“Embora Deus esteja morto, milagres acontecem às vezes. Um ônibus comum com passageiros. O foguete explodiu literalmente a 5 metros de distância. Todo mundo está vivo. Estamos aguardando dados oficiais sobre as vítimas”, escreveu nas redes sociais. 



Vídeo: Moradores registram bombardeios russos em estradas da Ucrânia - revistadoonibus
Foto: Reprodução de Redes Sociais

Biden diz que ataques na Ucrânia “demonstram total brutalidade da guerra ilegal de Putin”

De acordo com a CNN Espanha, o presidente Joe Biden disse que os ataques com mísseis que atingiram Kiev e outras cidades ucranianas na segunda-feira “demonstram mais uma vez a total brutalidade da guerra ilegal de Putin contra o povo ucraniano”.

“Esses ataques apenas reforçam ainda mais nosso compromisso de permanecer com o povo da Ucrânia pelo tempo que for necessário”, escreveu Biden em comunicado.

“Juntamente com nossos aliados e parceiros, continuaremos a impor custos à Rússia por sua agressão, responsabilizar Putin e Rússia por suas atrocidades e crimes de guerra e fornecer o apoio necessário às forças ucranianas para defender seu país e sua liberdade”, disse ele. adicionado.

“Pedimos novamente à Rússia que encerre essa agressão não provocada imediatamente e retire suas tropas da Ucrânia”, disse Biden.

Com informações da AFP e CNN Espanhol