SP: Rodoviários de São Vicente entram em greve nesta sexta-feira

SP: Rodoviários de São Vicente entram em greve nesta sexta-feira

1 de julho de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

SÃO VICENTE – Os funcionários da empresa Otrantur Transporte e Turismo, que é responsável pelo transporte municipal de São Vicente, no litoral de São Paulo, iniciaram na madrugada desta sexta-feira (1º), uma paralisação por tempo indeterminado. A categoria reivindica o pagamento dos salários e benefícios que segue em atraso.

SP: Rodoviários de São Vicente entram em greve nesta sexta-feira - revistadoonibus

Uma assembleia na sede do Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários de Santos e Região – Sindrod, realizada no dia 13 de junho último, os rodoviários decidiram pela paralisação do transporte municipal de São Vicente.

Os funcionários da empresa de ônibus Otrantur, pedem que seja apresentada uma proposta de reajuste nos vencimentos, o que, segundo o sindicato, não foi feito até o momento. A data-base, prazo para que seja firmado um acordo com o empregador, terminou em maio.

Já o Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários de Santos e Região – Sindrod, informou por meio de nota, que aguarda resposta aos ofícios que foram enviados à Prefeitura de São Vicente e à Otrantur, empresa responsável pelo pagamento dos funcionários.



SP: Rodoviários de São Vicente entram em greve nesta sexta-feira - revistadoonibus

Otrantur se manifesta

A empresa de ônibus Otrantur Transporte e Turismo, afirmou que está adotando as medidas necessárias para garantir o atendimento aos moradores de São Vicente e espera que as reivindicações sejam atendidas com urgência.

“Temos buscado o diálogo e a construção de um acordo junto aos mais de 220 colaboradores que compõem os quadros desta concessionária, pois entendemos da urgência de solucionar o problema, e nosso empenho está em quitar os valores em aberto ainda durante o final de semana”, informa a empresa, por meio de nota.

SP: Rodoviários de São Vicente entram em greve nesta sexta-feira - revistadoonibus

Ainda de acordo com a empresa de ônibus, a ausência da administração municipal para solucionar o problema vem causando um colapso financeiro da concessionária e que há um desequilíbrio contratual desde de março de 2020 e por diversas oportunidades foi reforçada a necessidade da adoção de medidas.

Ainda segundo a Otrantur, houve a contratação de um estudo técnico em março de 2022. Porém, de acordo com a empresa, até o momento não houve a emissão da Ordem de Serviço (OS) por parte da secretaria de Defesa e Ordem Social para que se inicie o trabalho.

SP: MPT irá apurar eventual abusividade da greve dos motoristas em São Vicente - revistadoonibus

Prefeitura de São Vicente comenta a greve

A Prefeitura de São Vicente informou que notificará o sindicato da categoria para assegurar contingentes de trabalhadores necessários para a circulação de 100% da frota da concessionária no horário de pico, das 6h às 9h e das 16h às 19h. Além de 60% nos demais horários.

Ainda segundo a administração municipal, a secretaria de Defesa e Ordem Social (Sedos) realizou mais uma fiscalização na Otrantur e identificou diversos problemas, que serão registrados em relatório para “possíveis sanções à concessionária do transporte público”. Em razão dos problemas citados, a prefeitura diz estudar “formas judiciais de romper o contrato com a empresa”.

Com informações da Otrantur, Prefeitura de São Vicente, Sindrod e TV Tribuna