São Paulo: Greve de ônibus atingiu 88 linhas nesta madrugada

São Paulo: Greve de ônibus atingiu 88 linhas nesta madrugada

29 de junho de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

SÃO PAULO – A greve de ônibus iniciada nas primeiras horas desta quarta-feira (29), atingiu ao menos 88 linhas municipais, com 150 coletivos sem operar ao longo da madrugada, como informou a Prefeitura de São Paulo, através da SPTrans.

São Paulo: Greve de ônibus atingiu 88 linhas nesta madrugada - revistadoonibus

Ainda segundo o governo municipal, a paralisação afeta no início da manhã de hoje, 675 linhas diurnas, e 6.008 ônibus, que estariam transportando cerca de 1,5 milhões de passageiros já no pico da manhã desta quarta-feira.

Veja a lista das empresas com as linhas do Noturno paralisadas

– Mobibrasil (Zona Sul)
– Gato Preto (Zona Norte)
– Metrópole (Zona Leste)
– Viação Grajaú (Zona Sul)
– Metrópole (Zona Sul)
– Transpass (Zona Oeste)
– Gato Preto (Zona Oeste)
– Via Sudeste (Zona Leste)
– Sambaíba (Zona Norte)

Confira a lista das empresas com as linhas do Noturno operando normalmente

– Gatusa (Zona Sul)
– Campo Belo (Zona Sul)
– Express (Zona Leste)
– Ambiental (Zona Leste)
– Norte Buss (Zona Norte)
– Spencer (Zona Norte)
– Transunião (Zona Leste)
– UPBUS (Zona Leste)
– Pêssego (Zona Leste)
– Allibus (Zona Leste)
– Transunião (Zona Sudeste)
– MoveBuss (Zona Leste)
– A2 Transportes (Zona Sul)
– Transwolff (Zona Sul)
– Transcap (Zona Oeste)
– Alfa Rodobus (Zona Oeste)
– KBPX (Zona Oeste)

paralisação dos rodoviários da cidade de São Paulo anunciada para ocorrer nos primeiros minutos da madrugada desta quarta-feira (29), deverá contar com ao 80% da frota circulando na cidade no horário de pico. A decisão é do desembargador Davi Furtado Meirelles, do Tribunal Regional do Trabalho – TRT que atendeu ao pedido da SPTrans que ainda antecipou para esta quarta-feira, 29 de junho de 2022, às 15h, o julgamento da greve de ônibus na capital.



São Paulo: Greve de ônibus atingiu 88 linhas nesta madrugada - revistadoonibus

A decisão do magistrado foi emitida na noite desta última terça-feira (28), que renovou a determinação de frota mínima de 80% nos horários de pico e 60% nas demais horas, sob pena de R$ 50 mil por dia ao Sindmotoristas em caso de descumprimento.

“Tendo em vista as petições das partes dando conta da deflagração de movimento paredista a partir de 00h00 de 29 de junho de 2022, designo julgamento do dissídio coletivo para amanhã, dia 29 de junho de 2022, às 15h00. Intime-se as partes por telefone, com urgência. O MPT deverá apresentar eventual complementação de seu parecer até a hora do julgamento. Intime-se, também por telefone. Renovo os termos da liminar já concedida, até o momento do julgamento”, mostra a decisão judicial.

São Paulo: Greve de ônibus atingiu 88 linhas nesta madrugada - revistadoonibus

Circulação de ônibus com segurança

Na tentativa de evitar atos de vandalismo ou qualquer movimento que impeça dos ônibus de deixar as garagens das empresas, o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo – SPUrbanuss, diz que encaminhou no fim da tarde desta última terça-feira (28) um ofício para a Prefeitura de São Paulo, assim como para a Secretaria de Segurança Pública, Secretaria Municipal de Segurança Urbana, Guarda Civil Metropolitana e SPTrans solicitando reforço policial nas garagens e principais corredores de ônibus.

Ônibus da EMTU estarão circulando normalmente.

Para atender os moradores de São Paulo, a Secretaria de Transportes Metropolitanos, disse na noite desta última terça-feira (28), que irá antecipar a oferta de ônibus e de trens em circulação no horário de pico.

Greve de ônibus em São Paulo agita as redes sociais na noite desta terça-feira - revistadoonibus

Entenda mais sobre a paralisação dos rodoviários

Os rodoviários da cidade de São Paulo, anunciaram para esta quarta-feira (29), uma paralisação do transporte municipal, após decisão durante uma assembleia da categoria, por não ter tido um acordo com os empresários do transporte.

Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo – Sindimotoristas, informou que após quatro meses de negociações, a Campanha Salarial 2022 ainda não acabou e que a paralisação do transporte iniciar a partir da meia noite desta quarta-feira (29). A decisão pela paralisação das atividades foi unânime e segundo o Sindimotoristas, contou com mais de 6 mil funcionários das mais diversas empresas de ônibus.

Greve de ônibus em São Paulo agita as redes sociais na noite desta terça-feira - revistadoonibus

Os rodoviários conseguiram após uma paralisação das atividades ocorrida neste mês de junho, um reajuste de 12,76% no valor do salário e do ticket-refeição, porém, a categoria seguia reivindicando a hora de almoço remunerada, participação dos lucros e resultados e plano de carreiras do setor de manutenção.

O Sindimotoristas, informou que a paralisação será de 24 horas, caso os empresários do transporte municipal de São Paulo não se manifeste ao longo desta próxima quarta-feira. Ficou agendado para a quarta-feira (29), uma nova assembleia onde os rodoviários deverão definir o plano de ação.

Prefeitura de São Paulo informou através da Companhia de Engenharia de Tráfego – CET que, em caso da paralisação dos rodoviários, o rodízio de veículos estará suspenso nesta quarta. Assim, carros com placas finais 5 e 6 poderão circular pelo centro expandido a qualquer horário.

Com informações da Band News FM