Justiça determina a suspensão da greve dos rodoviários em São Paulo

Justiça determina a suspensão da greve dos rodoviários em São Paulo

29 de junho de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

SÃO PAULO – O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região – TRT-2, informou que por maioria dos votos (9×1), os desembargadores consideraram a greve dos rodoviários de São Paulo abusiva e determinaram o retorno imediato da operação.

Justiça determina a suspensão da greve dos rodoviários em São Paulo - revistadoonibus

O Sindmotoristas que representa os funcionários das empresas de ônibus que operam as linhas municipais de São Paulo, realizou uma assembleia onde ficou decidido pelo fim da paralisação na tarde desta quarta-feira.

Os desembargadores aplicaram multa de R$ 100 mil pelos dois dias de greve: R$ 50 mil pela paralisação do último dia 14, e R$ 50 mil pela greve desta quarta. Os magistrados determinaram ainda que seja descontado do salário dos trabalhadores um dia de trabalho pela paralisação.



Justiça determina a suspensão da greve dos rodoviários em São Paulo - revistadoonibus

Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTrans, informou pela manhã que lamentou a paralisação de linhas de ônibus municipais e espera que trabalhadores e empresários cheguem em breve a um acordo para que a população de São Paulo não seja ainda mais penalizada. A SPTrans já conseguiu na Justiça o agendamento do julgamento do dissídio para a tarde desta quarta-feira.

A SPTrans disse que estava monitorando a frota da cidade e a movimentação dos veículos no início desta quarta-feira, 29 de junho.

Com a greve, a Prefeitura de São Paulo decidiu suspender o rodízio de veículos, que se aplicaria a carros com placas finais 5 e 6 nesta quarta.

Justiça determina a suspensão da greve dos rodoviários em São Paulo - revistadoonibus

A partir das 4h, a operação em todas as garagens dos grupos estrutural e de articulação regional foi interrompida, exceto na Express, na Zona Leste. O Grupo Local de Distribuição não foi afetado.

As vans do serviço Atende+, que transportam pessoas com deficiência de alto grau de severidade, estão operando normalmente.

Vídeo: Prefeito de São Paulo Ricardo Nunes critica sindicato dos rodoviários - revistadoonibus
Foto: Reprodução de TV

Prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes critica sindicato dos rodoviários

Prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, deu entrevista ao ao Jornal Bora São Paulo da TV Bandeirantes no início da manhã desta quarta-feira (29), e passou criticar a ação do sindicato dos motoristas e cobradores devido a paralisação do transporte municipal da capital. O prefeito ainda afirmou que há chance de 50% de aumento nas passagens. 

“Estamos aqui na SP Trans com o nosso jurídico acompanhando e aguardando o julgamento que será às 15h. Se a gente tinha uma decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para poder definir os itens que ficaram pendentes não tem o menor sentido o sindicato ter deflagrado essa greve causando transtorno e levando sofrimento para 1,5 milhão de pessoas”, disse Ricardo Nunes.  

Vídeo: Prefeito de São Paulo Ricardo Nunes critica sindicato dos rodoviários - revistadoonibus
Foto: Reprodução de TV

O prefeito informou ainda que o rodízio de veículos foi suspenso e que os corredores de ônibus foram liberados. Nunes ainda explicou como estão as negociações com categoria. “É irresponsável o que estão fazendo. Esses demais itens, que é o pagamento do valor do horário de almoço e que seja pago 100% sobre hora extra está para ser julgado. Poderia ter sido aguardado. Não teria porque fazer essa greve hoje”, afirmou.   

“Eles precisam ser responsabilizados pelo descumprimento de uma decisão judicial. A situação de hoje é pela segunda vez de uma forma totalmente desrespeitosa a população de São Paulo e ao judiciário”, disse o prefeito de São paulo. 

Justiça determina a suspensão da greve dos rodoviários em São Paulo - revistadoonibus

Medidas operacionais adotadas em São Paulo

No terminal Campo Limpo, 12 estão sendo estendidas até o Vila Sonia para permitir conexão com o sistema metroviário.

No terminal Vila Nova Cachoeirinha, 11 linhas estão sendo estendidas até os terminais Barra Funda e Santana, bem como as três linhas do terminal Casa Verde.

Já no terminal Varginha, quatro linhas estão sendo estendidas até o terminal Grajaú, onde há conexão com a linha da CPTM.

Três linhas Conexão Petrônio Portela foram prolongadas para o Terminal Lapa e outras cinco linhas Conexão Vila Iório foram prolongadas para o Terminal Lapa.

Relação de empresas com a operação paralisada em suas garagens:

– Santa Brígida (Zona Norte);
– Gato Preto (Zona Norte);
– Sambaíba (Zona Norte);
– Viação Metrópole (Zona Leste);
– Ambiental (Zona Leste);
– Via Sudeste (Zona Sudeste);
– Campo Belo (Zona Sul);
– Viação Grajaú (Zona Sul);
– Gatusa (Zona Sul);
– KBPX (Zona Sul);
– MobiBrasil (Zona Sul);
– Viação Metrópole (Zona Sul);
– Transppass (Zona Oeste); e
– Gato Preto (Zona Oeste).

Relação das empresas operando normalmente:

– Norte Buss (Zona Norte)
– Spencer (Zona Norte)
– Express (Zona Leste);
– Transunião (Zona Leste)
– UPBUS (Zona Leste)
– Pêssego (Zona Leste)
– Allibus (Zona Leste)
– Transunião (Zona Sudeste)
– MoveBuss (Zona Leste)
– A2 Transportes (Zona Sul)
– Transwolff (Zona Sul)
– Transcap (Zona Oeste)
– Alfa Rodobus (Zona Oeste)

A lista foi atualizada pela SPTrans às 6h.

Com informações da Band News FM e Prefeitura de São Paulo