Greve de Ônibus em São Paulo deixa Terminal Capelinha vazio nesta madrugada

Greve de Ônibus em São Paulo deixa Terminal Capelinha vazio nesta madrugada

29 de junho de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

SÃO PAULO – O fim da madrugada desta quarta-feira (29), registrou poucos ônibus circulando nas principais áreas da cidade de São Paulo que conta com 11.783 coletivos para atender os mais diversos trechos através de 24 empresas. A Paralisação desta madrugada atingiu ao menos 13 dessas empresas, como informou a SPTrans.

Greve de Ônibus em São Paulo deixa Terminal Capelinha vazio nesta madrugada - revistadoonibus

O Terminal Capelinha, localizado na Zona Sul de São Paulo, que recentemente recebe diariamente mais de 41 mil passageiros, seguiu completamente vazio e poucos ônibus circulando pela região. Ao menos seis passageiros que estiveram no local e que não sabia da paralisação, estavam tentando embarcar durante a madrugada, sem sucesso.

De acordo com balanço parcial da SPTrans, 88 linhas noturnas foram afetadas por conta da paralisação desta quarta.



Greve de Ônibus em São Paulo deixa Terminal Capelinha vazio nesta madrugada - revistadoonibus

Ainda segundo o governo municipal, a paralisação afeta no início da manhã de hoje, 675 linhas diurnas, e 6.008 ônibus, que estariam transportando cerca de 1,5 milhões de passageiros já no pico da manhã desta quarta-feira.

A partir das 4h, a operação em todas as garagens dos grupos estrutural e de articulação regional foi interrompida, exceto na Express, na Zona Leste. O Grupo Local de Distribuição não foi afetado.

Greve de ônibus em São Paulo agita as redes sociais na noite desta terça-feira - revistadoonibus

A Secretaria de Transportes Metropolitanos antecipou a oferta de trens em circulação e ampliar o horário de pico.

Metrô, CPTM, ViaQuatro e ViaMobilidade estão com trens reservas em condições operacionais em todas as linhas para o atendimento à demanda.

Já a EMTU informou que poderá prestar apoio à SPtrans pelo sistema Paese caso seja solicitado.

A Prefeitura de São Paulo, por meio da SPTrans, lamenta a paralisação de linhas de ônibus municipais e espera que trabalhadores e empresários cheguem em breve a um acordo para que a população de São Paulo não seja ainda mais penalizada. A SPTrans informou que já conseguiu na Justiça o agendamento do julgamento do dissídio para a tarde desta quarta-feira.

Greve de ônibus em São Paulo agita as redes sociais na noite desta terça-feira - revistadoonibus

Veja a lista das empresas com as linhas do Noturno paralisadas

– Mobibrasil (Zona Sul)
– Gato Preto (Zona Norte)
– Metrópole (Zona Leste)
– Viação Grajaú (Zona Sul)
– Metrópole (Zona Sul)
– Transpass (Zona Oeste)
– Gato Preto (Zona Oeste)
– Via Sudeste (Zona Leste)
– Sambaíba (Zona Norte)

Confira a lista das empresas com as linhas do Noturno operando normalmente

– Gatusa (Zona Sul)
– Campo Belo (Zona Sul)
– Express (Zona Leste)
– Ambiental (Zona Leste)
– Norte Buss (Zona Norte)
– Spencer (Zona Norte)
– Transunião (Zona Leste)
– UPBUS (Zona Leste)
– Pêssego (Zona Leste)
– Allibus (Zona Leste)
– Transunião (Zona Sudeste)
– MoveBuss (Zona Leste)
– A2 Transportes (Zona Sul)
– Transwolff (Zona Sul)
– Transcap (Zona Oeste)
– Alfa Rodobus (Zona Oeste)
– KBPX (Zona Oeste)

Com informações da Band News FM e Prefeitura de São Paulo