Greve de ônibus em São Paulo agita as redes sociais na noite desta terça-feira

Greve de ônibus em São Paulo agita as redes sociais na noite desta terça-feira

28 de junho de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

SÃO PAULO – Faltando poucas horas para o início da paralisação total dos ônibus que operam as inúmeras linhas municipais de São Paulo, anunciada pelo Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo – Sindimotoristas para começar a partir da meia noite desta quarta-feira (29), passageiros agitam as redes sociais comentando sobre a greve de ônibus.

Greve de ônibus em São Paulo agita as redes sociais na noite desta terça-feira - revistadoonibus

A entidade sindical informou que após quatro meses de negociações, a Campanha Salarial 2022 ainda não acabou e que a paralisação do transporte segue confirmada. A decisão pela paralisação das atividades foi unânime e segundo o Sindimotorista, contou com mais de 6 mil funcionários das mais diversas empresas de ônibus.

Os rodoviários conseguiram após uma paralisação das atividades ocorrida neste mês de junho, um reajuste de 12,76% no valor do salário e do ticket-refeição, porém, a categoria seguia reivindicando a hora de almoço remunerada, participação dos lucros e resultados e plano de carreiras do setor de manutenção.



Greve de ônibus em São Paulo agita as redes sociais na noite desta terça-feira - revistadoonibus

Através das principais redes sociais e também em grupos de mensagens por aplicativos, muitos moradores da cidade de São Paulo e de cidades da Região Metropolitana que dependem dos ônibus municipais, movimentam os comentários sobre a paralisação, como podemos ver abaixo.

Greve de ônibus em São Paulo agita as redes sociais na noite desta terça-feira - revistadoonibus

O Sindimotoristas, informou que a paralisação será de 24 horas, caso os empresários do transporte municipal de São Paulo não se manifesteao longo desta próxima quarta-feira. Ficou agendado para a quarta-feira (29), uma nova assembleia onde os rodoviários deverão definir o plano de ação.

Prefeitura de São Paulo informou através da Companhia de Engenharia de Tráfego – CET que, em caso da paralisação dos rodoviários, o rodízio de veículos estará suspenso nesta quarta. Assim, carros com placas finais 5 e 6 poderão circular pelo centro expandido a qualquer horário.

O rodízio de placas para veículos pesados (caminhões) e as demais restrições, como a Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) e a Zona de Máxima Restrição ao Fretamento (ZMRF) seguem em vigor. A Zona Azul também funcionará normalmente.

As faixas exclusivas e corredores de ônibus ficarão liberados para circulação de carros de passeio enquanto durar a greve.

Com informações da Prefeitura de São Paulo e Redes Sociais