Ribeirão Preto: Paralisação de rodoviários segue no sétimo dia

Ribeirão Preto: Paralisação de rodoviários segue no sétimo dia

27 de junho de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

RIBEIRÃO PRETO – A crise no transporte municipal de passageiros de Ribeirão Preto, no interior do estado de São Paulo, segue sem previsão de retorno da operação. Nesta segunda-feira (27), completa sete dias da paralisação dos rodoviários.

Ribeirão Preto: Paralisação de rodoviários segue no sétimo dia - revistadoonibus

Nas últimas tentativa de conciliação entre os rodoviários e os empresários do transporte municipal, não avançaram, como informou o Sindicato dos Empregados dos Transporte Urbano de Ribeirão Preto – Seeturp.

Uma nova audiência de conciliação, segue agendada para ocorrer às 13h30 desta próxima terça-feira (28), na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região – Campinas, onde espera-se que haja um concesso para que a operação municipal volte com 100% da frota dos ônibus.



Ribeirão Preto: Paralisação de rodoviários segue no sétimo dia - revistadoonibus

A categoria reivindica um aumento de 12,47% nos salários e nos benefícios, bem como Vale-Alimentação e Participação nos Lucros e Resultados – PLR. A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Empregados em Empresas de Transporte Urbano de Ribeirão Preto – Seeturp.

Os empresários já teriam concordado em realizar o pagamento do reajuste salarial, assim como recompor as perdas inflacionárias, de 12,75%, porém, ainda não houve um concesso no que se diz respeito ao reajuste na Participação nos Lucros e Resultados – PLR e no Vale-refeição.

Ribeirão Preto: Paralisação de rodoviários segue no sétimo dia - revistadoonibus

Nesta última terça-feira (21), nenhum dos 340 ônibus urbanos que operam as diversas linhas na cidade de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, circulou nesta manhã, como informou o Seeturp.

Uma decisão judicial determina que metade da frota dos ônibus esteva em circulação na cidade nos horários de pico, que seria entre 6h e 8h e entre 17 às 19h. Já nos demais horários, os rodoviários precisam manter 35% da frota dos ônibus em circulação na cidade.

Empresa de Trânsito e Transporte Público de Ribeirão Preto – Transerp disse que está fiscalizando o retorno parcial da frota de ônibus.

Com informações da EPTVSindicato dos Empregados em Empresas de Transporte Urbano de Ribeirão Preto – Seeturp e Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo