RS: Motorista de ônibus da Prefeitura de Alegrete é detido por contrabando de vinhos

RS: Motorista de ônibus da Prefeitura de Alegrete é detido por contrabando de vinhos

9 de junho de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

URUGUAIANA – Agentes da Ronda Ostensiva Municipal Urbana – ROMU da Guarda Municipal de Uruguaiana, apreendeu nesta última quarta-feira (8), o motorista de um micro-ônibus da Secretaria de Saúde da cidade de Alegrete, por transportar vinhos contrabandeados da Argentina.

RS: Motorista de ônibus da Prefeitura de Alegrete é detido por contrabando de vinhos - revistadoonibus
Foto: Reprodução de Grupos de Whatsapp

De acordo com a Receita Federal, onde o registro da ocorrência foi feito, o coletivo seguia viagem transportando cerca de 180 garrafas de vinhos, em sua maioria de fabricação argentina, além de doce de leite e desinfetantes.

A Receita Federal informou ainda que após a apreensão, o coletivo foi liberado para seguir com os pacientes para o município de Alegrete.

O motorista deve responder por descaminho, que é o ingresso de mercadoria no país sem o pagamento de imposto, e contrabando, quando envolve produtos proibidos.



Prefeitura de Alegrete se manifesta

A Prefeitura de Alegrete informa que um motorista da Secretaria de Saúde foi detido pela Receita Federal , em Uruguaiana, por suposto envolvimento no transporte de produtos ilegais em um veículo oficial do município.

Os fatos estão sendo apurados e foi determinada a instauração de um Processo Administrativo, com o objetivo de julgar a conduta praticada, sob o prisma da ética, apurar responsabilidades com os princípios legais pertinentes ao cuidado necessário de se fazer julgamentos com justiça e também dar uma resposta à sociedade sobre incidentes tão deploráveis à nobre função de Servidores Públicos. Demais informações dependem da conclusão do processo instaurado.

Esclarecemos que o referido motorista partiu de Alegrete missão de transportar pacientes para tratamento em Uruguaiana.

A Prefeitura de Alegrete reitera que repudia condutas dessa natureza, reforça o compromisso com o rigor dos esclarecimentos, investigações e ressalta que dará prioridade na apuração, elucidação do caso e aplicação dos regulamentos cabíveis com total transparência.

Medidas de prevenção a esse tipo de ilícito são adotadas regularmente. Em vista do ocorrido, essas medidas serão reforçadas. A prefeitura enfatiza que possuí em seu quadro mais de 2.100 servidores e que cuida para que tais atos não sejam capazes de macular a dignidade no desempenho de suas funções na qualidade de Servidores do Município de Alegrete.

O servidor público será afastado por tempo indeterminado até a conclusão do processo legal.

Com informações da Prefeitura de Alegrete, RBS TV e Receita Federal