Londrina: Câmara Municipal identifica irregularidades nos contratos do transporte

Londrina: Câmara Municipal identifica irregularidades nos contratos do transporte

3 de junho de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

LONDRINA – A crise no transporte municipal de Londrina parece se agravar ainda mais, depois que agentes da Comissão Especial dos Transportes da Câmara Municipal de Londrina identificaram diversas irregularidades nos contratos entre as duas empresas de ônibus e o governo municipal, quando foi apresentando o relatório na sessão desta última quinta-feira (2).

Londrina: Câmara Municipal identifica irregularidades nos contratos do transporte - revistadoonibus

A Comissão que foi criada na Câmara Municipal no dia 2 de julho de 2021, seguia analisando os contratos das duas empresas de ônibus, além de verificar os reais motivos da inúmeras paralisações do transporte municipal, já que os rodoviários suspenderam as atividades por falta de pagamento de salários e também de benefícios. O relatório completo pode ser lido aqui.

A relatoria da Comissão Especial, a vereadora Jessicão – PP, elaborou o documento final que possui 127 páginas e mostra que as concessionárias do transporte coletivo têm descumprido uma série de obrigações contratuais.



Londrina: Câmara Municipal identifica irregularidades nos contratos do transporte - revistadoonibus

Entre os pontos apresentados na Câmara Municipal nesta última quinta-feira (2), o relatório indicou a falta de transparência de dados para o restabelecimento econômico das empresas e para levantamento da quantificação exata do subsídio repassado pelo município pelas gratuidades.

Ainda de acordo com a Comissão Especial, a falta de cumprimento de obrigações contratuais, como desequilíbrio nos contratos de exploração publicitária nos ônibus, ausência de retorno de linhas extintas ou suspensas durante a pandemia da Covid-19 e falta de renovação da frota após 10 anos de uso.

Londrina: Câmara Municipal identifica irregularidades nos contratos do transporte - revistadoonibus

Os contratos feitos com as duas empresas em 2019 e os aditivos, assim como as informações prestadas pelo município a pedido da comissão, foram analisados pela Assessoria Jurídica e pela Controladoria da Câmara. Os pareceres de ambos embasaram a elaboração do relatório final da CE, como informou a RPCTV.

Com informações da Câmara Municipal de Londrina e RPCTV