São Paulo: Linhas de ônibus sofreram atrasos no início da manhã e terminais lotados

São Paulo: Linhas de ônibus sofreram atrasos no início da manhã e terminais lotados

1 de junho de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

SÃO PAULO – As assembleias dos rodoviários realizadas na madrugada desta quarta-feira (1º) em diversas garagens de ônibus na cidade de São Paulo, registrou atrasos na manhã de hoje em algumas linhas municipais, gerando lotação nos terminais e reclamações de passageiros.

São Paulo: Linhas de ônibus sofreram atrasos no início da manhã e terminais lotados - revistadoonibus

Os rodoviários seguem em negociações por ajuste salarial, e devem paralisar o serviço na próxima segunda-feira (6). Apesar dos problemas, a Prefeitura de São Paulo manteve o rodízio municipal de veículos, mantendo a restrição das 7h às 10h e das 17h às 20h.

A SPtrans, informou que 13 empresas de ônibus apresentaram atrasos na saída dos coletivos, porém, por volta das 6h40 a situação já tinha sido normalizada.

Ainda de acordo com a SPTrans, as empresas responsáveis pelas linhas serão autuadas pelas viagens não realizadas no início da manhã.



São Paulo: Linhas de ônibus sofreram atrasos no início da manhã e terminais lotados - revistadoonibus

Uma decisão do desembargador Davi Furtado Meirelles, do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, determina que ao menos 80% da frota dos ônibus que operam as linhas municipais na capital, devem circular em horário de pico que seria das 6h às 9h e das 16h às 19h.

Ainda segundo a decisão judicial, 60% da frota dos ônibus deverão circular nos demais horários em caso de assembleias na garagens na madrugada desta quarta-feira (1º) e em uma eventual paralisação dos rodoviários que foi anunciada para ocorrer na próxima segunda-feira (6).

São Paulo: Linhas de ônibus sofreram atrasos no início da manhã e terminais lotados - revistadoonibus

Lista de Empresas de ônibus com atraso

  1. Santa Brígida (Zona Norte);
  2. Gato Preto (Zona Norte);
  3. Sambaíba (Zona Norte);
  4. Express (Zona Leste);
  5. Viação Metrópole (Zona Leste);
  6. Via Sudeste (Zona Sudeste);
  7. Campo Belo (Zona Sul);
  8. Gatusa (Zona Sul);
  9. KBPX (Zona Sul);
  10. MobiBrasil (Zona Sul); 
  11. Viação Metrópole (Zona Sul);
  12. Transppass (Zona Oeste); e
  13. Gato Preto (Zona Oeste)

Empresas que operam normalmente

  1. Ambiental (Zona Leste)
  2. Grajaú (Zona Sul)
  3. Spencer (Zona Norte)
  4. Norte Buss (Zona Norte)
  5. Transunião (Zona Leste)
  6. UPBUS (Zona Leste)
  7. Pêssego (Zona Leste)
  8. Allibus (Zona Leste)
  9. A2 (Zona Sul)
  10. Transwolff (Zona Sul)
  11. Transcap (Zona Oeste)
  12. Alfa Rodobus (Zona Oeste)

Veja abaixo todas as reivindicações dos motoristas:

  1. Reajuste Salarial de 12,47%, mais aumento real;
  2. Vale refeição de R$ 33 (unitário);
  3. Equiparação de todos os benefícios para os trabalhadores e trabalhadoras das empresas do sistema complementar (empresas novas);
  4. Participação nos Lucros ou Resultados (PLR) de R$ 2.500;
  5. Fim das escalas com uma hora para refeição sem remuneração;
  6. Reajustes nos valores dos benefícios como auxílio funeral, seguro de vida, convênio médico e odontológico;
  7. Adequação das nomenclaturas do Plano de Carreira do Setor de Manutenção, equiparação salarial e promoção para funcionários e funcionárias Fora de Função.

Com informações da SPTrans