China: Ônibus voltam a circular em Pequim e Xangai em meio ao lockdown

China: Ônibus voltam a circular em Pequim e Xangai em meio ao lockdown

30 de maio de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

PEQUIM E XANGAI – As cidades chinesas de Pequim e Xangai, realizaram neste último fim de semana, a reabertura de diversos setores, depois de passarem por uma extrema medida de isolamento social nas últimas semanas em decorrência ao aumento no número de pessoas infectadas pela Covid-19.

China: Ônibus voltam a circular em Pequim e Xangai em meio ao lockdown - revistadoonibus
Foto: Divulgação

Em Pequim, os shoppings puderam abrir ao público, porém com restrição de capacidade de 50% do público apenas. Os ônibus e o serviço de táxi também retornaram a operação em ao menos três distritos neste fim de semana passado.

Por outro lado, Xangai segue com as restrições mais intensas. Após dois meses do início de mais um lockdown, o centro financeiro da China passou aos poucos a afrouxar as regras de isolamento social. Tais medidas devem se encerrar a partir do dia 1º de junho na região.



O governo Chinês, informou nesta segunda-feira (30), que os moradores de áreas que são consideradas de baixo risco, podem sair de casa, usar o transporte e o carro. Em Xangai, aos poucos a cidade vai retornando a vida comum, com a liberação do serviço de táxi e de ônibus.

Nos últimos dias, a cidade de Xangai liberou a circulação do metrô em algumas linhas direcionais e consideradas pelo governo da China, como importantes para o deslocamento de trabalhadores. O serviço do metrô registrou neste último sábado um movimento de cerca de 30 mil pessoas.

O isolamento social imposto pelo Partido Comunista Chinês, causou manifestações dos estudantes de duas das principais universidades de Pequim, que precisaram ter os campus fechados por medida de segurança.

O lockdown imposto segue prejudicando não só a vida dos moradores, mas também na economia, já que o tráfego de caminhões da China segue prejudicado. Uma informação de uma agência de notícia, mostra que há 21% menos caminhões circulando no país, em relação ao mesmo período do ano passado.

Por outro lado, o isolamento parece surtir um efeito mais imediato na diminuição de casos de Covid-19. De acordo com o governo chinês, neste domingo o país registrou 122 novos casos de covid-19, o menor número desde o início de março. Nesse dia, Xangai teve 67 novos casos, enquanto Pequim teve 12.

Com informações do Governo da China e Valor Investe