Prefeito de Salvador anuncia indenização de R$ 12 milhões para ex-funcionários da extinta CSN

Prefeito de Salvador anuncia indenização de R$ 12 milhões para ex-funcionários da extinta CSN

16 de maio de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

SALVADOR – Na manhã desta segunda-feira (12), o prefeito de Salvador, Bruno Reis informou que a prefeitura segue no processo de intermediação para a realização do pagamento de indenização de R$ 12 milhões para os cerca de 800 funcionários do antigo Consórcio Salvador Norte – CSN, que foram contratados pelas empresas Plataforma Transportes e OT Trans.

Prefeito de Salvador anuncia indenização de R$ 12 milhões para ex-funcionários da extinta CSN - revistadoonibus

Ainda segundo o governo municipal, os ex-funcionários do Consórcio Salvador Norte – CSN, deverão ser indenizados em até 90 dias. O prefeito afirmou ainda que a prefeitura segue auxiliando os trabalhadores com cestas básicas e intermediou, junto à Delegacia Regional do Trabalho, para que os profissionais recebessem seguro-desemprego.

“Mesmo sem ser uma obrigação da prefeitura, nós mediamos um acordo lá atrás com a empresa, em que a prefeitura reconheceu créditos e indenizou em R$ 20 milhões aqueles trabalhadores que não foram contratados. Os que agora não foram aproveitados pelas empresas atuais dependem da venda dos terrenos que são de propriedade do grupo”, contou.



Prefeito de Salvador anuncia indenização de R$ 12 milhões para ex-funcionários da extinta CSN - revistadoonibus

O prefeito disse também que uma negociação feito junto à instituição financeira, o governo municipal, conseguiu uma redução da dívida para R$ 8 milhões.

Bruno explicou que, inicialmente, a incorporadora queria pagar apenas R$ 12 milhões, mas com a mediação da prefeitura esse valor subiu para R$ 20 milhões. O imóvel também estava alienado a um banco privado, com dívida de R$ 18 milhões.

“Então, da venda do terreno vão sobrar R$ 12 milhões para indenizar os 800 trabalhadores que desde que não foram contratados. A prefeitura vem dando uma cesta básica por mês” revelou.

Com informações da Prefeitura de Salvador