Curitiba: Rodoviários alertam sobre paralisação nesta segunda-feira 9

Curitiba: Rodoviários alertam sobre paralisação nesta segunda-feira 9

7 de maio de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

CURITIBA – A cidade de Curitiba poderá enfrentar na próxima segunda-feira (9), uma paralisação dos rodoviários, após o atraso no pagamento dos salários estar atrasado. O benefício deveria ter sido paga nesta última sexta-feira (6), o que segundo o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana – Sindimoc, não ocorreu.

Curitiba: Rodoviários alertam sobre paralisação nesta segunda-feira 9 - revistadoonibus

No último dia 28 de abril, alguns rodoviários chegaram realizar um protesto na Superintendência Regional do trabalho do Paraná, reivindicando o pagamento de salários que na época seguia atrasado. O Sindimoc informou que tinha convocado uma audiência com os empresários do transporte no local e representantes da Urbanização de Curitiba – Urbs para discutir os atrasos.

De acordo com Anderson Teixeira, que é o presidente do Sindimoc, os funcionários das empresas que não realizaram os pagamentos, estarão realizando assembleias em frente das garagens. A lista das empresas que não efetuaram os pagamentos, ainda não foi informada.



Curitiba: Rodoviários alertam sobre paralisação nesta segunda-feira 9 - revistadoonibus

Setransp se manifesta

As empresas de ônibus de Curitiba, informou por meio de nota que o atraso nos pagamentos ocorre devido os repasses feitos pela Urbs ainda não foram feitos.

“O Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba – Setransp informa que, por conta de alguns atrasos nos repasses a serem realizados pela Urbanização de Curitiba – Urbs, algumas operadoras estão com atrasos pontuais em relação ao pagamento de salários dos colaboradores.

Esperamos que a situação seja regularizada por parte da URBS até o início da semana, para que os pagamentos possam ser realizados.”

Curitiba: Mais dez linhas terão pagamento exclusivo com cartão-transporte - revistadoonibus

A Prefeitura de Curitiba ainda não se manifestou sobre os atrasos de repasses da Urbs para as empresas de ônibus, até a publicação desta reportagem.

Com informações do Banda B, Setransp e Sindimoc