MA: PRF apreende ônibus clandestino em Porto Franco em fiscalização na BR-010

MA: PRF apreende ônibus clandestino em Porto Franco em fiscalização na BR-010

26 de abril de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

PORTO FRANCO – Agentes da Polícia Rodoviária Federal apreenderam na tarde desta última segunda-feira (25), um ônibus rodoviário do modelo Paradsio G6 1800 DD, que seguia fazendo o transporte irregular de passageiros, durante uma ação de fiscalização na altura do km 152 da BR-010, na cidade de Porto Franco, no interior do Maranhão.

MA: PRF apreende ônibus clandestino em Porto Franco em fiscalização na BR-010 - revistadoonibus
Foto: Polícia Rodoviária Federal – Divulgação

De acordo com a corporação, a ação de fiscalização ocorreu em conjunto com a Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, quando abordou um ônibus que fazia transporte irregular de pessoas; na ocasião, transportando 24.

Foi constatado que o condutor do veículo o motorista auxiliar realizavam viagem interestadual remunerada de passageiro de cidades do estado de São Paulo para o estado do Maranhão sem a devida autorização ou permissão dos órgãos competentes.



Quando solicitada a apresentação da licença de viagem e a relação de passageiros, o condutor informou não possuir tal autorização do órgão responsável pela expedição da viagem.

Também não detinham qualquer outro tipo de controle de viagem ou dados dos passageiros. O Código de Trânsito Brasileiro – CTB (lei 9.503/97), em seu art. 107, disciplina que “os veículos de aluguel, destinados ao transporte individual ou coletivo de passageiros, deverão satisfazer, além das exigências previstas neste Código, às condições técnicas e aos requisitos de segurança, higiene e conforto estabelecidos pelo poder competente para autorizar, permitir ou conceder a exploração dessa atividade”.

Logo após a abordagem e solicitação da apresentação de todos os documentos pertinentes e consequente constatação do crime, os passageiros foram encaminhados ao Terminal rodoviário de Porto Franco/MA.

Os dois condutores foram cientificados e qualificados como partícipe (condutor auxiliar) e autor de exercício ilegal de profissão/atividade. O veículo foi encaminhado para um pátio conveniado da ANTT com auxílio da equipe.

Com informações da Polícia Rodoviária Federal