Prefeitura de Belo Horizonte sinaliza para reajuste na tarifa dos ônibus

Prefeitura de Belo Horizonte sinaliza para reajuste na tarifa dos ônibus

5 de abril de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

BELO HORIZONTE – A Prefeitura de Belo Horizonte informou, nesta terça-feira (5) que estará aderindo a liminar da justiça, que determina o reajuste imediato no valor da tarifa dos ônibus municipais. O Sindicato das Empresas de Ônibus de Belo Horizonte, anunciou que o valor da nova tarifa deveria ser de R$ 5,85.

Prefeitura de Belo Horizonte sinaliza para reajuste na tarifa dos ônibus - revistadoonibus

O novo valor sugerido pelos empresários do transporte é referente ao aumento no combustível, assim como nos demais insumos necessários para a operação municipal em Belo Horizonte. O governo municipal, porém, não informou se entrará com algum recurso judicial, contra a determinação, informando apenas que dará início ao procedimento administrativo.

A administração municipal achou estranho que a Câmara Municipal de Belo Horizonte ainda não ter votado o projeto de lei que revisa o valor da tarifa de ônibus, que pode reduzir o valor da passagem de R$ 4,50 para R$ 4,30.

“Após a notificação da decisão judicial e efetuada a análise desta, o Município dará cumprimento e irá instaurar o procedimento administrativo para proceder ao reajuste determinado judicialmente, sem prejuízo da avaliação de eventuais recursos se cabíveis e viáveis”, informa o texto da decisão. A multa pelo descumprimento é de R$ 250 por dia.



Prefeitura de Belo Horizonte sinaliza para reajuste na tarifa dos ônibus - revistadoonibus

Empresários se manifestam

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte – SetraBH, alega que o contrato assinado em 2008 junto a Prefeitura de Belo Horizonte, prevê que a tarifa deve passar por reajustes anuais.

Ainda segundo a entidade, após o dia 28 de dezembro, “passado esse prazo fica claro o incontestável descumprimento dos dispositivos editalícios e contratuais”. O juiz Wauner Machado, da 3ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública Municipal, concordou com os argumentos e apontou que as empresas sofrem prejuízo com o aumento dos combustíveis e o descumprimento do contrato.  

Belo Horizonte: Kalil precisa explicar repasses de mais de R$ 220 milhões para empresas de ônibus - revistadoonibus

Prefeitura de Belo Horizonte se manifesta sobre o assunto

A Prefeitura de Belo Horizonte lamenta a decisão judicial que determinou o reajuste das tarifas de ônibus antes que a Câmara Municipal avaliasse a proposta encaminhada que poderia evitá-lo. Entretanto a incerteza de uma solução levou as Concessionárias a buscarem judicialmente a medida liminar.

Após a notificação da decisão judicial e efetuada a análise desta, o Município dará cumprimento e irá instaurar o procedimento administrativo para proceder ao reajuste determinado judicialmente, sem prejuízo da avaliação de eventuais recursos se cabíveis e viáveis.

A Prefeitura fará o que for possível para comunicar previamente à população sobre a data de vigência do aumento.

Por fim, reitera a confiança de que, junto com a Câmara Municipal, possa ser encontrada uma saída para implementar a redução das tarifas, o que será viabilizado por meio do projeto de lei em tramitação que trata do financiamento das gratuidades.

Com informações da Prefeitura de Belo Horizonte, Rádio Itatiaia e Setra BH