Ucrânia: Exército Russo retém ônibus que fariam a evacuação de moradores de Mariupol

Ucrânia: Exército Russo retém ônibus que fariam a evacuação de moradores de Mariupol

31 de março de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

MARIUPOL E VASYLIVKA – A CNN Brasil informou na manhã desta quinta-feira (31), que uma autoridade ucraniana afirmou que o comboio com 45 ônibus rodoviários que estavam a caminho da cidade de Mariupol, foi retido pelo exército russo na cidade de Vasylivka, na região entre a cidade de Zaporizhzhia, controlada pela Ucrânia, e a cidade de Berdiansk, controlada pela Rússia.

Ucrânia: Exército Russo retém ônibus que fariam a evacuação de moradores de Mariupol - revistadoonibus
Foto: Reprodução de TV – AFP

“Nossa tarefa é abrir um corredor humanitário e ajudar as pessoas a sobreviver, especialmente os civis – mulheres, crianças, idosos”, segundo Iryna Vereshchuk, ministra ucraniana de reintegração de territórios temporariamente ocupados.

“Às 12h30 (horário local), 45 ônibus deixaram Zaporizhzhia para Berdiansk. Neste momento, eles estão no posto de controle de Vasylivka, e a Federação Russa novamente não está deixando nossos ônibus passarem. Novamente, pedimos que toda a comunidade mundial concentre sua atenção e ajude as pessoas a sair de Mariupol ocupada”, disse Vereshchuk.



Ucrânia: Exército Russo retém ônibus que fariam a evacuação de moradores de Mariupol - revistadoonibus
Foto: Reprodução de Redes Sociais

A Cruz Vermelha informou através de seu comitê internacional nesta quinta-feira que seguia trabalhando para ajudar na evacuação dos moradores de Mariupol na sexta-feira (1). Vereshchuk disse que cerca de 100 mil pessoas que precisam de evacuação imediata permanecem na cidade, de uma população pré-guerra de mais de 400 mil.

“Ou seja, outras 100 mil mulheres, crianças, idosos e pessoas com deficiência que precisam de nossa ajuda e do mundo”, disse ela.

A ministra ucraniana informou ainda que a Rússia teria deportado cerca de 45 mil cidadãos ucranianos, um número que ainda não pôde ser confirmado. Os militares russos dizem que milhares foram “evacuados” para a Rússia de regiões controladas por separatistas e “áreas perigosas” da Ucrânia.

Na manhã de hoje, segundo a CNN, o vice-prefeito de Mariupol, Sergei Orlov, disse ao jornalista da CNN internacional, John Berman, que os ônibus estavam passando pelo corredor de evacuação.

Orlov disse que cerca de 1500 a 2 mil pessoas poderão deixar a cidade entre quinta e sexta-feira (1).

Ele acrescentou que há “batalhas de rua constantes” na cidade, mas o exército ucraniano ainda controla o centro da cidade.

As pessoas que permanecem em Mariupol estão “vivendo como ratos, vivendo no subsolo em abrigos, abaixo de abrigos antibombas. Então, as pessoas fazem o possível para estar vivas nesta situação”, disse ele.

Com informações da CNN Brasil