Paralisação de rodoviários de Teresina completa 6 dias

Paralisação de rodoviários de Teresina completa 6 dias

26 de março de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

TERESINA – A crise no transporte coletivo municipal de Teresina parece não ter fim. A paralisação dos rodoviários da capital completa seis dias seguidos neste sábado (26), prejudicando a mobilidade urbana da cidade e trazendo prejuízos ao comércio local.

Paralisação de rodoviários de Teresina completa 6 dias - revistadoonibus

Acredita-se ao menos 180 mil pessoas sejam afetadas com a paralisação dos rodoviários, como informou o Sindicato das empresas de ônibus. O comércio da região já sofre com a baixa de clientes em circulação.

Muitos moradores vem optando por carros por aplicativos, vans e os veículos conhecidos como ligeirinhos que estão cobrando bem mais caro que o habitual.

Os rodoviários seguem reivindicando os direitos trabalhistas como o reajuste salarial que segundo a categoria, estão com salários congelados desde 2019. Os funcionários das empresas de ônibus afirmam ainda que pedem o retorno do ticket alimentação e plano de saúde, benefícios suspensos pelos empresários sob alegação de crise financeira durante a pandemia da Covid-19.



Paralisação de rodoviários de Teresina completa 6 dias - revistadoonibus

Os empresários do transporte afirmam que as empresas de ônibus seguem sem condições de negociar com os funcionários, só se a prefeitura de Teresina realize o repasse de subsídios, em relação as gratuidade e meia-passagem, que segundo os empresários seguem em atraso.

O sindicato das empresas alega ainda que, atualmente, o sistema não tem garantido o retorno financeiro necessário para melhorias no serviço.

Rodoviários de Teresina anunciam paralisação para segunda-feira - revistadoonibus

A prefeitura nega que esteja descumprindo as obrigações. Sobre a greve, o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa – MDB, informou que a “culpa é dos empresários” e que “está aberto ao diálogo”.

O vice-prefeito, Robert Rios – PSB, questionado sobre o problema, ironizou a situação em um vídeo  que gerou revolta nas redes sociais. “Não tenho nenhum ônibus, não sou usuário de ônibus, não sou empresário de ônibus, não sou motorista de ônibus, não sou cobrador de ônibus, não tenho nada a ver com ônibus”, disse.

A Prefeitura de Teresina informou através da Superintendência de Transporte e Trânsito – Strans que 250 veículos alternativos foram contratados para substituir os ônibus durante o movimento grevista.

Rodoviários de Teresina anunciam paralisação para o dia 21 - revistadoonibus

Contudo, a população reclama que a oferta não supre a demanda por transporte na cidade.

A Strans destacou ainda que há veículos não autorizados circulando na capital e, diante da situação, disponibilizou o telefone (86) 3122-7609 (que também é WhatsApp) para denúncias.

Problemas como cobrança abusiva de valores e mudança de itinerário devem ser denunciados.

Com informações da Prefeitura de Teresina e TV Clube