Belo Horizonte: Kalil precisa explicar repasses de mais de R$ 220 milhões para empresas de ônibus

Belo Horizonte: Kalil precisa explicar repasses de mais de R$ 220 milhões para empresas de ônibus

19 de março de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

BELO HORIZONTE – Uma ação judicial que foi movida pelos vereadores de Belo Horizonte, Gabriel Azevedo – sem partido, Ciro Pereira – PTB e Bráulio Lara – Novo e expedida na noite desta última sexta-feira (18) pelo juiz Maurício Leitão Linhares da 1ª vara da Fazenda Pública Municipal de Belo Horizonte, pede explicação sobre o repasse de dinheiro para empresas de ônibus.

Belo Horizonte: Kalil precisa explicar repasses de mais de R$ 220 milhões para empresas de ônibus - revistadoonibus

Até o meio dia desde sábado, a Prefeitura de Belo Horizonte afirmava que ainda não tinha sido notificada sobre a decisão judicial que pede que o prefeito Alexandre Kalil – PSD, explique o repasse de verbas públicas para empresas de ônibus nos anos de 2020 e 2021.

O documento judicial dá um prazo de 72 horas para que o prefeito da capital explique o repasse de mais de R$ 220 milhões aos empresários do transporte. Esse valor, foi identificado durante o trabalho da Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI da BHTrans, realizada na Câmara Municipal no ano passado.



Belo Horizonte: Kalil precisa explicar repasses de mais de R$ 220 milhões para empresas de ônibus - revistadoonibus

De acordo com os parlamentares, as investigações apontam inconsistências contratuais no dinheiro pago pela prefeitura às empresas de transporte sob a justificativa de compra antecipada de créditos de vale-transporte. 

Com informações da Câmara Municipal de Belo Horizonte e Prefeitura de Belo Horizonte