Rio: Eduardo Paes teme boicote na licitação do BRT

Rio: Eduardo Paes teme boicote na licitação do BRT

16 de março de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

RIO – Na tentativa de resolver os problemas do BRT, a Prefeitura do Rio realiza nesta quarta-feira (16), a licitação para a compra de 307 ônibus articulados para serem disponibilizando ainda neste ano, segundo a administração municipal nos corredores expressos da cidade.

Rio: Eduardo Paes teme boicote na licitação do BRT - revistadoonibus

A administração de Eduardo Paes, afirma que o pregão segue marcada para às 11h de hoje e que os novos ônibus articulados devem ser entregues no próximo mês de outubro, porém, há quem afirme que esse período para entrega não seria para os 307 ônibus e sim para poucas unidades.

No segundo semestre do ano de 2023, a prefeitura do Rio fará uma segunda licitação para a compra de outros 250 ônibus articulados para que os mesmos também entrem no sistema do ônibus rápidos.



Rio: Eduardo Paes teme boicote na licitação do BRT - revistadoonibus

Com tantos problemas que vem sendo divulgados na imprensa, nos grupos de mensagens por aplicativos e também em redes sociais, como estamos mostrando nos últimos dois anos, o Prefeito do Rio, Eduardo Paes, teme que não haja um boicote dos empresários durante o prego de hoje.

“Espero que não haja boicote na tentativa de comprar 600 ônibus novos. Não tem BRT pra comprar numa prateleira de supermercado. Isso demora um tempo”, disse Paes, na manhã desta quarta-feira.

“Eu estou confiante que vamos conseguir licitar ainda hoje a compra dos ônibus”, afirmou o o prefeito.

“Tem um número de fabricantes de ônibus no Brasil. Tem grandes empresas e esperamos a participação. Estamos bem otimistas”, acrescentou.

Rio: Eduardo Paes teme boicote na licitação do BRT - revistadoonibus
Foto: Reprodução de Grupos de Whatsapp

Vale lembrar que o Sistema do BRT Rio, foi criado e implantado na primeira gestão de Eduardo Paes, quando o presidente na época era o Lula e o governador, era Sérgio Cabral Filho, os dois últimos presos por corrupção ao longo da Operação Lava Jato.

Com informações da Prefeitura do Rio