MPRJ instaura inquérito para apurar eventuais responsabilidades com ônibus na tragédia de Petrópolis

MPRJ instaura inquérito para apurar eventuais responsabilidades com ônibus na tragédia de Petrópolis

3 de março de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

PETRÓPOLIS – O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro – MPRJ, informou por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Petrópolis, que instaurou, nesta quinta-feira (3), inquérito civil para apurar as responsabilidades relacionadas aos dois ônibus da empresa Petro Ita que caíram no Rio Quitandinha, resultando em diversos mortos e feridos, no dia 15/02, durante a tragédia provocada pelas fortes chuvas na cidade imperial.

MPRJ instaura inquérito para apurar eventuais responsabilidades com ônibus na tragédia de Petrópolis - revistadoonibus

Entre as medidas iniciais, a promotoria requisitou que a Secretaria de Defesa Civil informe se havia agentes do referido órgão próximos ao local do incidente, controlando o acesso de veículos à rua Washington Luís. Em relação à Viação Petro Ita, solicitou os protocolos da empresa no que se refere a situações de pânico e incêndio, além da indicação de quem eram os motoristas e cobradores dos referidos ônibus.

O objetivo do inquérito, segundo o MPRJ é coletar informações, depoimentos, documentos e realizar outras diligências para subsidiar eventual ajuizamento de ação civil pública.


Vídeo: Passageiros tentam se salvar em ônibus arrastado pela chuva em Petrópolis - revistadoonibus
Foto: Reprodução de Redes Sociais

Viação Petro Ita se manifesta

“A Petro Ita vem a público esclarecer que, mesmo após inúmeros esforços, não foi possível recuperar as imagens das câmeras de monitoramento dos ônibus, que foram completamente destruídos. A empresa, assim como seus colaboradores, passageiros e toda a população petropolitana, foram vítimas de uma catástrofe natural imprevisível, jamais vista nesta proporção no município, com perdas trágicas e prejuízos incalculáveis.

Quando a Petro Ita conseguiu acesso ao local em que os ônibus foram arrastados, no início da madrugada, não havia nenhuma pessoa nos coletivos, não sendo possível identificar, de fato, quem eram todos os passageiros. O Setranspetro e as empresas de ônibus de Petrópolis lamentam e se solidarizam com todas as vítimas das chuvas que atingiram o município.

Por fim, a Petro Ita reforça que os procedimentos de emergência foram perfeitamente adotados, com a utilização das janelas de emergência e abertura das portas, essenciais para que muitos passageiros fossem salvos. Inclusive, o empenho dos profissionais da empresa no resgate aos passageiros pode ser comprovado através do depoimento dos sobreviventes que estavam nos ônibus.”


Com informações do Ministério Público do Rio de Janeiro e Viação Petro Ita


Veja mais notícias sobre a Chuva em Petrópolis