RJ: Tarifa de ônibus da Amparo aumenta para R$ 31 na linha Ponta Negra x Castelo

RJ: Tarifa de ônibus da Amparo aumenta para R$ 31 na linha Ponta Negra x Castelo

27 de fevereiro de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

MARICÁ – Os moradores da região de Ponta Negra, no município de Maricá que precisam se deslocar até o município do Rio, principalmente na região do Castelo, no centro da cidade, terão que pagar mais caro para seguir viagem nos ônibus da Viação Nossa Senhora do Amparo.

RJ: Tarifa de ônibus da Amparo aumenta para R$ 31 na linha Ponta Negra x Castelo - revistadoonibus

Nesta última sexta-feira (25), o  Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro – DETRO publicou uma portaria anunciando reajustes no transporte que passa vigorar a partir da próxima terça-feira 1º de março.

De acordo com o DETRO/RJ, o reajuste nas tarifas dos ônibus intermunicipais seriam reajustadas da seguinte forma: 18,51% para ônibus entre municípios da Região Metropolitana; 11,13% para serviços urbanos não metropolitanos; e 7,74% para ônibus rodoviários não metropolitanos. Mas por conta da crise econômica, o governo do estado determinou um reajuste menor para não pesar no bolso dos passageiros.

Com a determinação do Governo do Estado do Rio de Janeiro, o valor da tarifa dos ônibus intermunicipais ficarão em 10% para ônibus que circulam pela Região Metropolitana; 6% para ônibus urbanos não metropolitanos; 4,18% para ônibus rodoviários não metropolitanos.



Confira a tabela de preços atualizado

Ponta Negra x Castelo: R$31,00

Maricá ou Itaipuaçu x Castelo ou Candelária: R$28,00

Maricá ou Itaipuaçu x Niterói: R$18,50

Maricá x Rio do Ouro ou Tribobó: R$5,15


RJ: Nossa Senhora do Amparo renova com Caio e Comil - revistadoonibus

De acordo com a metodologia do Geipot, são considerados no cálculo os preços dos insumos e os indicadores operacionais (tipo de veículo, região por onde circula, quilometragem, média de passageiros transportados, entre outros).

Dessa forma, o Detro-RJ esclarece que o reajuste se fez necessário, uma vez que a última atualização ocorreu há mais de três anos, em fevereiro de 2019. No período, houve sucessivos aumentos dos insumos que incidem sobre a prestação dos serviços de transporte coletivo intermunicipal, entre eles, o preço dos combustíveis.

Com informações do Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro – DETRO