São Paulo: Tribunal mantém multa aplicada a Breda por desrespeitar gratuidade para idosos

São Paulo: Tribunal mantém multa aplicada a Breda por desrespeitar gratuidade para idosos

25 de fevereiro de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

SÃO PAULO – O Tribunal de Justiça de São Paulo, informou que a 8ª Câmara de Direito Público confirmou decisão proferida pelo juiz Josué Vilela Pimentel, da 8ª Vara da Fazenda Pública da Capital, que manteve auto de infração e multa de R$ 626.970,83 imposta pela Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor – Procon a uma empresa de ônibus.

São Paulo: Tribunal mantém multa aplicada a Breda por desrespeitar gratuidade para idosos - revistadoonibus

De acordo com os autos, a empresa cometeu infrações ao Código de Defesa do Consumidor e à Lei Estadual nº 15.179/13, que garante aos idosos maiores de 60 anos gratuidade no serviço intermunicipal de transporte coletivo. A apelante estipulou prazo mínimo de cinco dias para requisição do benefício da gratuidade do serviço pelos consumidores idosos. Também, deixou de conceder o benefício nos canais de atendimento e venda.

Além disso, a empresa não mantinha afixado de forma visível em seus guichês de venda de passagens as disposições dos artigos 1º a 7º da Lei Federal 11.975/09, que dispõe sobre a validade dos bilhetes de passagem no transporte coletivo rodoviário de passageiros.

O desembargador Leonel Costa, relator do recurso, afirmou que a companhia “não logrou êxito em produzir provas suficientes de suas alegações e demonstrar a ilegalidade da multa impugnada”. “Ao analisar cada uma das infrações, caso a caso, o d. magistrado irretocavelmente apreciou a controvérsia, bem analisando o conjunto probatório presente nos autos, concluindo que, efetivamente, a apelante não logrou êxito em demonstrar fato constitutivo do seu direito, nos termos do art. 373, I do CPC/15, que conserva a regra constante do art. 333 do CPC/73.”


São Paulo: Tribunal mantém multa aplicada a Breda por desrespeitar gratuidade para idosos - revistadoonibus

O magistrado ressaltou que a multa imposta pela Procon “obedeceu aos parâmetros legais do caput do artigo 57 do Código de Defesa do Consumidor, ao considerar a gravidade das infrações, praticadas contra idosos, e porte econômico não impugnado, bem como aplicação de agravante, em razão da reincidência demonstrada conforme certidão juntada aos autos.”

    Apelação nº 1028222-64.2021.8.26.0053

São Paulo: Tribunal mantém multa aplicada a Breda por desrespeitar gratuidade para idosos - revistadoonibus

Com informações do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo