Belo Horizonte: Setra afirma que mais linhas de ônibus podem parar na cidade

Belo Horizonte: Setra afirma que mais linhas de ônibus podem parar na cidade

24 de fevereiro de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

BELO HORIZONTE – A crise no transporte municipal de Belo Horizonte pode aumentar nos próximos dias, depois que Raul Lycurgo Leite que é presidente da diretoria executiva do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte – Setra BH, afirmou que ônibus de outras empresas também podem parar em breve.

Belo Horizonte: Setra afirma que mais linhas de ônibus podem parar na cidade - revistadoonibus

A cidade de Belo Horizonte, amanheceu nesta quarta-feira (24), com 13 linhas operadas pela Empresa São Dimas, com cerca de 61 ônibus paralisados, devido à falta de dinheiro para a compra de óleo diesel, prejudicando com isso, milhares de moradores. Ainda segundo o Setra/BH, outras empresas seguem na mesma situação financeira.

“Umas mais, outras menos, mas a gente tem ouvido de várias empresas que a situação está se afunilando, e a dívida com o financiamento aumenta. Algumas dessas concessionárias não têm mais capacidade de oferecer garantias ao setor bancário, está faltando recurso. No fim, estão todas no mesmo bolo”, afirma, Raul Lycurgo Leite.


Belo Horizonte: Setra afirma que mais linhas de ônibus podem parar na cidade - revistadoonibus

Atualmente a cidade de Belo Horizonte conta com 34 empresas que operam linhas municipais através de quatro Consórcios. Parte da cidade é alvo de reclamações de moradores devido ao péssimo atendimento das empresas de ônibus.

De acordo com Raul, as empresas vem tendo dificuldades em comprar combustível pois estão sem dinheiro e por terem débitos no mercado, os empresários não conseguem adquirir combustível a médio e longo prazo.

Belo Horizonte: Setra afirma que mais linhas de ônibus podem parar na cidade - revistadoonibus

Os empresários do transporte municipal de Belo Horizonte pedem que a Prefeitura faça uma atualização do contrato de concessão, assinado entre o município de Belo Horizonte (poder concedente), as empresas (concessionárias) e a BHTrans (órgão regulador). O documento foi assinado em 2008 e tem vigência de 20 anos. 

A BHTrans ainda não se manifestou sobre o assunto, até a publicação desta reportagem.

Com informações do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte – Setra BH