BA: Funcionários da Itapemirim paralisam atividades em Vitória da Conquista

BA: Funcionários da Itapemirim paralisam atividades em Vitória da Conquista

11 de fevereiro de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

VITÓRIA DA CONQUISTA – Sem receber salários em dia, os funcionários da Viação Itapemirim, iniciaram nesta última quinta-feira (10), uma paralisação de 72 horas, deixando vários passageiros sem viagem. Os funcionários de Sidnei Piva de Jesus, que administra o Grupo Itapemirim, afirmam que a empresa segue com o pagamento de salários e tíquetes alimentação atrasados.

BA: Funcionários da Itapemirim paralisam atividades em Vitória da Conquista - revistadoonibus
Foto: Reprodução de TV

Diversos ônibus rodoviários da Viação Itapemirim seguem parados na cidade de Vitória da Conquista, como mostrou a TV Bahia. Nenhum funcionário da empresa de ônibus foi localizado pela emissora de TV na Rodoviária da cidade do sudoeste da Bahia, no início da manhã de hoje.

Os clientes da Viação Itapemirim que seguiam para cidades como Jequié, Feira de Santana, Salvador e Rio de Janeiro, reclamavam do péssimo atendimento na rodoviária. “Eles trancaram o ônibus, todo mundo se escondeu e ninguém fala nada. O guichê da empresa está trancado, ninguém dá uma satisfação se vai remanejar a gente para outro ônibus”, desabafou o cliente Anderson Barbosa, que saiu de Ubá, em Minas Gerais.


BA: Funcionários da Itapemirim paralisam atividades em Vitória da Conquista - revistadoonibus
Foto: Reprodução de TV

Os ônibus que saíram do Rio de janeiro e seguiam para Salvador e demais cidades da Bahia, acabaram sendo impedidos de seguir viagem. A reportagem da TV Bahia, mostrou o relato da dona de casa Aurora Fernandes saiu do estado carioca para visitar o filho na cidade de Jequié, sudoeste do estado. Ela também se queixou da falta de informações da empresa.

“É uma coisa triste, revoltante, porque a gente sai, paga a passagem e acontece uma coisa dessas. Eles têm que ter responsabilidade”, apontou ela.

BA: Funcionários da Itapemirim paralisam atividades em Vitória da Conquista - revistadoonibus

Ainda de acordo com a emissora, a paralisação não acontece apenas em Vitória da Conquista, e sim em várias cidades onde a Viação Itapemirim possui atuação. Os funcionários alegam que, se o problema não for resolvido dentro das 72 horas, irão o entrar em greve.

O presidente do Sindicato dos Rodoviários em Vitória da Conquista, Álvaro Souza, esteve na rodoviária e acompanhou a paralisação.

“São quase dois meses sem receber salários e também há quase cinco meses sem receber o ticket alimentação deles. Então não é uma paralisação que é exclusiva de Vitória da Conquista, é de várias partes do Brasil. Outros sindicatos também estão fazendo essa mesma ação, como forma de pressionar a empresa a honrar os compromissos com seus trabalhadores”, pontuou ele.


BA: Funcionários da Itapemirim paralisam atividades em Vitória da Conquista - revistadoonibus

O atendimento da Viação Itapemirim apresenta problemas, como é informado na manhã desta sexta-feira (11), e os clientes já relatam dificuldades em contato com a empresa de ônibus, para saber que decisão estarão tomando sobre a interrupção das viagens .


BA: Funcionários da Itapemirim paralisam atividades em Vitória da Conquista - revistadoonibus

Álvaro entrou em contato com a Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, para encontrar uma solução e orientou que os passageiros fizessem o mesmo.

“É compreensível a revolta dos passageiros, mas nós sempre recomendamos a todos os que se sentem prejudicados a entrar em contato com a ANTT, para que a ANTT tome uma providência mais severa com relação à empresa, tanto de liberar logo o recurso para pagar aos trabalhadores, quanto de relocar os passageiros para outros ônibus, para eles chegarem logo aos destinos deles”.

Muitos passageiros estão em viagem há mais de doze horas e ainda não há uma solução aparente para o problema.

Por volta das 11h, o Sindicato dos Rodoviários em Vitória da Conquista, informou que a paralisação foi suspensa até que os pagamentos sejam feitos e caso a direção da empresa de ônibus não cumpra com o acordo, os funcionários estarão voltando a paralisar as atividades.


BA: Funcionários da Itapemirim paralisam atividades em Vitória da Conquista - revistadoonibus

Viação Itapemirim se manifesta sobre a paralisaçao

Em nota, a empresa de ônibus informou que sobre as reivindicações de seus colaboradores, o Grupo Itapemirim informa, que não procedem as informações sobre atraso de pagamento referente a dois meses. O Grupo informa também, que em entendimento com o sindicato da categoria, já na quarta-feira, 09/02, anunciou por comunicado interno a todos os trabalhadores sobre o pagamento do salário referente ao mês de janeiro de 2022, nesta sexta-feira, 11/02. Em negociação com sindicato, ficou definido, também, que os colaboradores seguem trabalhando e as linhas continuam sendo operadas, sem prejuízo aos usuários.


Agência Nacional de Transportes terrestres – ANTT se manifesta

A agência informou que está realocando passageiros em outras transportadoras e que os que não conseguiram embarcar ou concluir viagem têm direito a reembolso imediato, que pode ser solicitado no site da empresa.

“Inicialmente, em relação aos desdobramentos da condição atual da empresa Itapemirim, informamos que a situação está sendo acompanhada pela Agência. Para mitigar ao máximo os efeitos para os passageiros que compraram bilhetes de passagem dessa transportadora, a ANTT está trabalhando para que não haja descontinuidade do serviço, auxiliando na relocação dos usuários em veículos de outras transportadoras.

Informamos ainda, que as equipes de fiscalização estão em alerta, monitorando a situação e realizando inspeções nas rodoviárias para verificar, principalmente, a regularidade dos veículos e o nível de operação das viagens programadas.

O passageiro que contratou o serviço de transporte interestadual de passageiros, e não embarcou em razão da paralisação da empresa contratante, tem direito de receber, imediatamente, seu dinheiro de volta. Também pode solicitar à empresa contratante para fazer a viagem em outra empresa, sem pagar nada a mais por isso.

Além disso, quando, ocorrer interrupção ou retardamento da viagem, ou atraso do ponto inicial da linha, por um período de 3 horas, a alimentação e hospedagem, quando for o caso, correrão às expensas da transportadora, quando devido a defeito, falha ou outro motivo de sua responsabilidade (de acordo com a Resolução ANTT nº 4282, de 17 de fevereiro de 2014, que dispõe sobre as condições gerais relativas à venda de bilhetes de passagem nos serviços regulares de transporte terrestre interestadual e internacional de passageiros, conforme art. 16).”

Com informações da ANTT,  Sindicato dos Rodoviários de Vitória da Conquista e Região – SINTRAVC e da Viação Itapemirim


Veja mais notícias sobre a crise da Viação Itapemirim