São Sebastião: Polícia prende dupla suspeita de ataques a ônibus na Costa Sul

São Sebastião: Polícia prende dupla suspeita de ataques a ônibus na Costa Sul

10 de fevereiro de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

SÃO SEBASTIÃO – A Prefeitura de São Sebastião, informou nesta quarta-feira (9), que uma ação conjunta com a Polícia Civil, a Polícia Municipal de São Sebastião, vinculada à Secretaria de Segurança Urbana – SEGUR, prendeu dois homens, um de 34 anos e outro de 40 anos, moradores de São Paulo, acusados de envolvimento nos ataques aos ônibus da empresa Sou São Sebastião, cometidos nas linhas da Costa Sul do município.

São Sebastião: Polícia Municipal prende dupla suspeita de ataques a ônibus na Costa Sul - revistadoonibus
Foto: Prefeitura de São Sebastião – Divulgação

Na segunda-feira (07), por volta das 17h, 10 ônibus foram vandalizados com seus vidros quebrados, alvejados com bolas de gude arremessadas por estilingues. O veículo, identificado como utilizado pelos criminosos nos ataques, foi reconhecido pelas câmeras de vigilância do Centro de Operações Integradas – COI entrando no município momentos antes do ocorrido e deixando a cidade logo após o ataque.

Na quarta-feira, em ronda, os policiais municipais localizaram o veículo em Boraceia. O suspeito que conduzia o automóvel, ao perceber a presença da Polícia, tentou fugir, porém, os agentes de segurança conseguiram realizar a abordagem.


São Sebastião: Polícia Municipal prende dupla suspeita de ataques a ônibus na Costa Sul - revistadoonibus
Foto: Prefeitura de São Sebastião – Divulgação

No interior do veículo, foi localizada uma pequena bolsa com quatro estilingues e diversas bolas de gude.

Os capturados foram conduzidos ao 2º Distrito Policial de São Sebastião, em Boiçucanga, presos em flagrante e indiciados por crimes contra o patrimônio (art. 163), por perigo para a vida ou saúde de outrem (art. 132) e atentado contra a segurança de outro meio de transporte (art. 262).

Embora tenham sido indiciados por crimes que, isoladamente tenham penas inferiores a quatro anos, a soma das penas excede esse patamar, foram detidos em flagrante em prisão preventiva, pois ambos são reincidentes e cometeram uma série de delitos em um curto período de tempo.

A Polícia Civil de Sao Paulo afirmou que segue investigando o caso, já que acredita que mais pessoas estejam envolvidos nos atos de vandalismo.

Com informações da Prefeitura de São Sebastião