São Luís: Vereadores se encontram para falar sobre possível paralisação de ônibus

São Luís: Vereadores se encontram para falar sobre possível paralisação de ônibus

10 de fevereiro de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

SÃO LUÍS – A Câmara Municipal de São Luís, informou na manhã desta quinta-feira (10), que os vereadores se manifestaram sobre a possibilidade de nova paralisação do serviço de transporte coletivo da Grande Ilha. A movimentação foi anunciada pelo Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários na última semana e, na avaliação dos vereadores, as entidades de patrões e empregados devem entrar em acordo para que a população não seja prejudicada. 

São Luís: Vereadores se encontram para falar sobre possível paralisação de ônibus - revistadoonibus

Na casa legislativa, tem sido dado andamento à apuração sobre o sistema de transporte público, a partir das ações da CPI dos Transportes. Integrantes da gestão municipal de transportes e das entidades de trabalhadores e empresários já foram ouvidos nas sessões. Os vereadores que compõem a comissão pretendem identificar problemas do sistema e contribuir com formas de resolvê-los, garantindo que a população possa usufruir um serviço de mais qualidade. 

O vereador Francisco Carvalho – PSL, que preside a CPI dos Transportes, avaliou a situação. “O que esperamos é que essa audiência de conciliação entre as duas categorias, tenha êxito, evitando uma possível paralisação do serviço de transporte público, que vai atingir São Luís e demais cidades da Grande Ilha. É algo que não cabe e precisa ser conversado, para não prejudicar a população usuária do serviço”, frisou. 


São Luís: Vereadores se encontram para falar sobre possível paralisação de ônibus - revistadoonibus

O parlamentar destacou ainda os trabalhos da CPI dos Transportes. “Temos reunidos nas sessões da CPI, justamente com o objetivo de entender o funcionamento desse sistema e encontrar as falhas, que vêm se repetindo há anos, mas, que podem ser solucionadas. É importante a contribuição de todos para que esse serviço público seja prestado com qualidade, dignidade e respeito à população”, pontuou o vereador. 

O co-vereador Eni Ribeiro, do Coletivo Nós (PT), destacou que uma nova paralisação do serviço já era prevista e foi anunciada desde o ano passado. “Essa possibilidade já se sabia. Com o repasse feito pela Prefeitura, nem tudo se resolveu e até hoje, não se tem, oficialmente, a comprovação dos valores exatos. Na ocasião desse repasse, os sindicatos dos trabalhadores e dos empresários, avisaram que seria apenas um paliativo e que não resolveria os problemas do transporte. Ficamos tristes com essa possibilidade de greve, mas deve-se respeitar o direito dos trabalhadores ao movimento”, frisou. 

São Luís: Vereadores se encontram para falar sobre possível paralisação de ônibus - revistadoonibus

Sobre as ações da CPI dos Transportes, da qual o Coletivo Nós é integrante, o co-vereador ressalta que o objetivo é a melhoria do sistema. “Enquanto Câmara de Vereadores, precisamos participar ativamente das discussões sobre o sistema de transporte coletivo e o poder executivo precisa entender o rito dentro da gestão pública. Não somos concorrentes, mas sim, parceiros e que também temos responsabilidades com a cidade. A CPI se propõe a ser um contribuinte na busca por soluções e a participação de todos é importante para encontrarmos a solução”, pontuou. 


 Acordo 

Para decretação de greve, os rodoviários alegam descumprimento de acordos trabalhistas, por parte dos empresários.  Com o objetivo de tentar uma conciliação, o Ministério Público do Trabalho – MPT convocou os dois sindicatos para reunião, nesta quinta-feira (10), a partir das 9h40, na sede do órgão, no Calhau. 

A audiência será conduzida pelo procurador do MTP, Marcos Rosa, e tem como foco chegar a um entendimento no que se refere à Convenção Coletiva de Trabalho. O encontro pretende ainda evitar que haja paralisação do sistema de transporte público em São Luís, conforme os rodoviários já haviam anunciado.  

Com informações da Câmara Municipal de São Luís