Campinas: Motorista que agrediu passageiro com socos no fim de semana poderá ser demitido

Campinas: Motorista que agrediu passageiro com socos no fim de semana poderá ser demitido

24 de janeiro de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

CAMPINAS – O motorista do ônibus que fazia a linha 229 – Jardim Florence II x Corredor Central, da empresa Expresso Campibus, poderá ser demitido, depois que foi filmado no fim da tarde deste último sábado (22), agredindo um passageiro da linha, depois de uma discussão.

Campinas: Motorista que agrediu passageiro com socos no fim de semana poderá ser demitido - revistadoonibus
Foto: Reprodução de TV

O vídeo que segue circulando nas redes sociais e também em grupos de mensagens por aplicativos, mostra claramente que o passageiro caiu das escadas do ônibus. Neste momento, muitos outros passageiros gritaram com rodoviário para que não seguisse com as agressões. A vítima ainda tenta se levantar do chão, depois que foi arrastada pelo motorista visivelmente alterado, quando o mesmo joga seus pertences sobre o cliente antes de voltar para a direção do coletivo.

A cena de violência chocou inclusive quem estava dentro do ônibus e fora dela e passou ser um dos assuntos mais comentados em algumas redes sociais no início da noite do último sábado.



Foto: Reprodução de TV

Emdec e SetCamp se manifestam sobre o ato violento

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas – Emdec, que é responsável pela gestão e fiscalização do transporte na região, afirmou em nota que considera o fato como “extremamente grave e inadmissível” e destacou que apura o caso e acionou o departamento jurídico para verificar quais medidas pode tomar com a empresa.

“A Emdec não compactua com nenhum tipo de violência e essa não é a conduta que um motorista do transporte coletivo deve ter. Independente do que tenha motivado o início da discussão”, ressalta a nota.


De acordo com o Sindicato das empresas de transporte de passageiros da Região Metropolitana – SetCamp, o motorista do ônibus responsável pelas agressões ficará afastado, assim que for identificado. Ainda segundo o SectCamp, a medida vale até o fim da sindicância.

“Após a conclusão, que será feita de maneira célere, as providências cabíveis serão tomadas pois não compactua com esse tipo de atitude. Inclusive, como a concessionária mantém um programa de reciclagem e treinamento para evitar esse tipo de situação, medidas enérgicas serão aplicadas”, finaliza a nota do sindicato.

Com informações da Emdec e Setcamp