Campinas: Expresso CampiBus  demite motorista que agrediu passageiro no fim de semana

Campinas: Expresso CampiBus demite motorista que agrediu passageiro no fim de semana

24 de janeiro de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

CAMPINAS – A direção da Expresso Campibus, acabou demitindo o motorista na tarde desta segunda-feira (24), depois que o rodoviário foi flagrado agredindo um passageiro no último sábado (22), durante uma viagem na linha 229 – Jardim Florence II x Corredor Central. Ainda pela manhã, circulava a informação do processo de demissão do motorista.


Foto: Reprodução de TV

O vídeo que segue circulando nas redes sociais e também em grupos de mensagens por aplicativos, mostra claramente que o passageiro caiu das escadas do ônibus. Neste momento, muitos outros passageiros gritaram com rodoviário para que não seguisse com as agressões. A vítima ainda tenta se levantar do chão, depois que foi arrastada pelo motorista visivelmente alterado, quando o mesmo joga seus pertences sobre o cliente antes de voltar para a direção do coletivo.

A cena de violência chocou inclusive quem estava dentro do ônibus e fora dela e passou ser um dos assuntos mais comentados em algumas redes sociais no início da noite do último sábado.


Vídeo: Reprodução de Redes Sociais


Campinas: Expresso CampiBus demite motorista que agrediu passageiro no fim de semana - revistadoonibus

A demissão do motorista, foi confirmada pelo Sindicato das empresas de transporte de passageiros da Região Metropolitana – SetCamp, que emitiu nota repudiando a péssima conduto do motorista.

“Ele folgou no domingo e trabalhava no período da tarde [desta segunda]. Hoje, ao chegar na empresa, foi chamado no RH, teve a oportunidade de dar a versão dele e, como a atitude dele não condiz com o conceito da concessionária, foi desligado”, disse o SetCamp.


Emdec também se posicionou sobre a situação

Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas – Emdec, que é responsável pela gestão e fiscalização do transporte na região, afirmou em nota que considera o fato como “extremamente grave e inadmissível” e confirmou a demissão do condutor.

O passageiro que foi acredito pelo motorista ainda segue sendo localizado pela empresa para que possa prestar o apoio necessário.

Com informações da Emdec e Setcamp