Campo Grande: Prefeito afirma que tarifa de ônibus pode aumentar para R$ 4,40 no dia 14

CAMPO GRANDE – Os moradores de Campo Grande poderão começar o ano de 2022 pagando mais cara para utilizar o transporte público municipal. Em uma audiência no Ministério Público do Trabalho – MPT, realizada nesta quinta-feira (6), o prefeito da cidade, Marquinhos Tard – PSD, anunciou que o reajuste na tarifa de ônibus poderá chegar ao valor de R$ 4,40 a partir do dia 14 de janeiro. Atualmente, a tarifa é cobrado no valor de R$ 4,20.

Campo Grande: Prefeito afirma que tarifa de ônibus pode aumentar para R$ 4,40 no dia 14 - revistadoonibus

Além do aumento na tarifa dos ônibus, a administração municipal ainda ganhou outras propostas, como podemos ver abaixo:

Na primeira sessão da Câmara, encaminhamento da proposta de retorno do ISS zerado para o Consórcio Guaicurus;

Providências para a devolução das importâncias depositadas pelo Consórcio nos processos judicias em andamento, referente ao ISS;

Formação imediata de uma junta para estudo e definição de valor a ser concedido ao Consórcio a título de complementação financeira e fixação da nova tarifa, com início do trabalho já para o dia de 7 de janeiro, a ser presidida pelo Secretário de Governo e Relações Institucionais e composta por representantes da Prefeitura de Campo Grande, do Consórcio Guaicurus e do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Coletivo Urbano, sendo ainda convidados representantes do Ministério Público de Mato Grosso do Sul – MP/MS, do MPT, do governo do estado e da Câmara de Vereadores.


Campo Grande: Prefeito afirma que tarifa de ônibus pode aumentar para R$ 4,40 no dia 14 - revistadoonibus

O Consórcio Guaicurus, que é responsável pelo transporte municipal de Campo Grande, informou que segue de acordo com a proposta do governo municipal, desde que o movimento de greve dos trabalhadores seja adiado até 14 de janeiro, que o ISS seja ajustado de 2020 até agora, com remissão/isenção (projeto de lei a ser encaminhado) e que seja feito levantamento do depósito judicial do ISS de 2020.

Pelo acordo, o presidente do sindicato afirmou que a greve fica adiada para 14 de janeiro.

Com informações do Ministério Público do Trabalho do Mato Grosso do Sul e Prefeitura de Campo Grande



%d blogueiros gostam disto: