Funcionários da Viação Itapemirim paralisam atividades em Campina Grande, Feira de Santana e Fortaleza

Funcionários da Viação Itapemirim paralisam atividades em Campina Grande, Feira de Santana e Fortaleza

3 de janeiro de 2022 Off Por Redação Revista do Ônibus

CAMPINA GRANDE, FEIRA DE SANTANA E FORTALEZA – A crise que afeta o Grupo Itapemirim ganhou um novo cenário na manhã desta segunda-feira (3), quando funcionários da empresa de ônibus paralisaram as atividades nas cidades de Campina Grande/PB, Feira de Santana/BA e em Fortaleza/CE, em resposta ao atraso nos pagamentos de salários e benefícios que chegam até cinco meses.

Funcionários da Viação Itapemirim paralisam atividades em Campo Grande, Feira de Santana e Fortaleza - revistadoonibus

.

De acordo com Carlos Jefferson, que é o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transporte Rodoviário de Passageiros Intermunicipal e Interestadual do Estado do Ceará – Sinteti, a paralisação ocorre devido a insatisfação dos funcionários depois do descumprimento de acordo trabalhistas anteriores.

O sindicalista afirma que segue com dificuldades em manter contato com a direção da Itapemirim e que quando isso ocorre, sempre prometem acordo, mesmo assinado com data para solucionar a situação, porém, esses acordos, acabam não sendo cumpridos. Ainda segundo Carlos Jefferson, até essa data, os funcionários ainda não receberam a segunda parcela do décimo salário.

Passageiros com destino à cidade de São Paulo que tinham previsão de embarque para 9h30 sairão da rodoviária Engenheiro João Tomé às 11h30.



Funcionários da Viação Itapemirim paralisam atividades em Campo Grande, Feira de Santana e Fortaleza - revistadoonibus

.

Ainda segundo o sindicato, há informações de funciona´rios que teria entrado de férias em outubro de 2021 e que até hoje, não tinham recebido o pagamento que lhe é devido pela Viação Itapemirim. Além disso, ainda segundo o sindicato, há relato de funcionários que estão há cinco meses sem o pagamento do vale-alimentação, outros, pelo mesmo período sem receber o vale-refeição.

“Nós pedimos desculpas aos passageiros, nossa intenção não é prejudicar ninguém, mas os funcionários simplesmente não têm mais como se sustentarem com tantos atrasos nos pagamentos”, afirma Carlos. 

No Ceará, de acordo com Carlos Jeferson, há 17 ônibus rodando e 78 funcionários trabalham para a empresa em Fortaleza, Sobral e Juazeiro do Norte. Existem rotas de Fortaleza, Sobral e Juazeiro do Norte para Belém (PA), São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ).

Segundo o Sinteti, reuniões foram realizadas após paralisações pontuais em meses passados, mas os problemas não foram solucionados. “Estamos no aguardo da empresa se posicionar. Reuniões são realizadas nesta segunda-feira lá em São Paulo. Se não tivemos resposta positiva, as paralisações deve ocorrer nos próximos dias”, disse Carlos Jeferson.

Funcionários da Viação Itapemirim paralisam atividades em Campo Grande, Feira de Santana e Fortaleza - revistadoonibus

.

A paralisação das atividades dos funcionários da Viação Itapemirim ocorreu durante duas horas na manhã desta segunda-feira (3), nas cidades de Campina Grande, na Paraíba, em Feira de Santana, na Bahia e em Fortaleza, no Ceará. A empresa de ônibus teria informado aos funcionários que em breve enviará um novo calendário com as novas datas para o pagamento que vencimentos em atraso.

Os funcionários da Viação Itapemirim, informam que a direção da empresa não vem cumprindo com as informações que são passadas.

A entidade sindical destaca que as paralisações por cerca de duas horas nas atividades são realizadas há cerca de três meses como forma de aumentar a cobrança por uma resolução definitiva do problema.

A Viação Itapemirim foi procurada para comentar o assunto, porém, ainda não se posicionou até a publicação desta reportagem.

Com informações de O Povo e Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transporte Rodoviário de Passageiros Intermunicipal e Interestadual do Estado do Ceará – Sinteti