Últimas:
GO: Polícia Civil investiga suposto áudio em que motorista fala sobre uma falha no freio do ônibus da Real Expresso

GOIÂNIA – Um suposto áudio que seria do motorista da Viação Real Expresso que perdeu o controle da direção na BR-153, caindo em uma ribanceira, na última sexta-feira (24), véspera de natal, em um acidente que deixou seis mortos e dezenas de feridos, passará por uma perícia onde agentes da Delegacia Especializada em Investigação de Crimes de Trânsito de Goiânia – Dict. No áudio divulgado em um grupo de mensagens por aplicativo, o condutor do ônibus teria assumido que o veículo prefixo 11719 estava com problema no freio. O prefixo é do coletivo que caiu no Córrego Santo Antônio.

GO: Ônibus da Real Expresso é retirado do córrego na margem da BR-153 - revistadoonibus
Foto: Reprodução de TV

.

No áudio que vem sendo divulgado pela imprensa há alguns dias, é possível notar e ouvir um condutor que seria da Viação Real Expresso, informando que teria identificado uma falha no freio, quando seguia viagem na noite da última quinta-feira (23), às 21h22, no trecho entre as cidades de Uberlândia e Araguari, no Triângulo Mineiro.

“Boa noite a todos. Carro São Paulo-Brasília via Goiânia. 11.719. Saindo nesse exato momento de Araguari. Observação: muita chuva e o carro está com um problema de freio, freando só um lado. Então a gente está indo mais no sapatinho aí para evitar transtornos maiores”, diz o homem na gravação enviada a um grupo de motoristas.

GO: Conheça as pessoas que morreram no acidente com ônibus da Real Expresso na BR-153 - revistadoonibus
Foto: Reprodução de TV

.

Os agentes da Polícia Civil de Goiás, tentam saber se o áudio que foi gravado pelo motorista que seguia a viagem a bordo do ônibus que se acidentou e se de fato o coletivo double deck apresentava defeito em um dos freios, como relatado no áudio.

Viação Real Expresso se manifesta

A Real Expresso vem à público manifestar seu profundo pesar pelo acidente ocorrido na madrugada (2h) do dia 24/12, na BR 153, próximo à Aparecida de Goiânia. O veículo trafegava na linha SP- BRASÍLIA com 49 passageiros.

Foram 5 vítimas fatais (3 identificadas) e 12 feridos que estão sendo atendidos nos seguintes hospitais: HUgo (Goiânia) Huapa (Aparecida de Goiânia )UPA Brasicom (Goiânia) UPA Flamboyant (Goiânia) UPA Chacara do Governador (Goiânia).A possível causa do acidente foi a falta de sinalização adequada da pista que encontrava-se bloqueada por conta de um buraco e em meia pista.

A sinalização limitava-se, numa área de declive,  à alguns cones muito próximos ao bloqueio sem qualquer informação anterior (200 metros) para o motorista que trafegava na rodovia. Tão logo tomamos conhecimento do ocorrido, acionamos as equipes de contingência da empresa e equipes de seguradora com apoio psicológico aos familiares e suporte ao atendimento às vítimas que se deslocaram até o local. Neste momento, a prioridade é o atendimento sem restrições aos passageiros e seus familiares e a tripulação. 

A Real Expresso informa ainda que o veículo estava respeitando os limites de tráfego. E o motorista não foi uma das vítimas já tendo recebido alta. A REAL continua trabalhando em conjunto com as Polícias Rodoviária e Civil para que tudo seja esclarecido o quanto antes esclarecido. Durante o decorrer do dia, novas informações serão divulgadas.

Com informações da TV Anhanguera e Viação Real Expresso



%d blogueiros gostam disto: