Últimas:
Belo Horizonte: Paralisação de rodoviários lota pontos de ônibus nesta manhã

BELO HORIZONTE – A Paralisação dos rodoviários de Belo Horizonte, anunciada na última quinta-feira (18) pelo  Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Belo Horizonte – STTRBH, que afirmou que a categoria está em estado de greve desde o último dia 11, começou na madrugada desta segunda-feira (22), deixando milhares de moradores sem transporte e outros com extrema dificuldade de locomoção, já que poucos veículos circulavam já no início da manhã de hoje.

Belo Horizonte: Paralisação de rodoviários lota pontos de ônibus nesta manhã - revistadoonibus

De acordo com a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte – BHTrans, as estações Diamante e Barreiro estavam fechadas, por volta das 6h40. As estações Pampulha, Vilarinho e Venda Nova operavam parcialmente.

Já em outro lado da cidade, na estação Pampulha, havia filas e aglomerações de passageiros no início da manhã. O local abriu às 4h, mas o primeiro coletivo passou apenas às 5h40.

A Polícia Militar de Minas Gerais, informou que houve tumulto em ao menos três garagens de ônibus já no início da manhã desta segunda-feira (22), e que agentes da PM precisaram intervir devido a ameaças de possível depredação dos veículos.

Em uma garagem no bairro Engenho Nogueira, na Pampulha, trabalhadores furaram pneus de dois ônibus para impedir a saída de outros coletivos.

Belo Horizonte: Paralisação de rodoviários lota pontos de ônibus nesta manhã - revistadoonibus

De acordo com a TV Globo, ao menos cinco pessoas seguiam impedindo a saída dos coletivos de uma garagem no bairro Estrela do Oriente, na Região Oeste de Belo Horizonte. Já no Novo Glória, na Região Noroeste, algumas estavam ameaçando quebrar os veículos.

Às 05h40, no Bairro Eymard, na Região Nordeste de Belo Horizonte, um grupo de pessoas impedia a saída dos ônibus. Uma viatura da Polícia Militar precisou escoltar quatro veículos para a estação São Gabriel.

Belo Horizonte: Paralisação de rodoviários lota pontos de ônibus nesta manhã - revistadoonibus

Na Avenida Presidente Carlos Luz, no entorno do Mineirão, na Pampulha, um ônibus da linha 52, do Move, também teve os pneus furados. O motorista do coletivo disse à TV Globo que foi parado por duas pessoas em uma moto que o abordaram, impediram que ele seguisse viagem e furaram os pneus.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Belo Horizonte – STTRBH entre as principais reivindicações dos rodoviários, estão o reajuste salarial (INPC e perdas dos últimos anos), retorno do ticket nas férias, pagamento do abono 2019/2020 e fim da limitação do passe livre.

Com informações do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Belo Horizonte – STTRBH e TV Globo

%d blogueiros gostam disto: