África: Ônibus com integrantes da ONU na RCA são feridos pela guarda presidencial

África: Ônibus com integrantes da ONU na RCA são feridos pela guarda presidencial

2 de novembro de 2021 Off Por Redação Revista do Ônibus

BANGUI – A Organização das Nações Unidas – ONU, informou na manhã desta terça-feira (2), que um ônibus que transportava integrantes da organização acabou sendo atingido por tiros nesta última segunda-feira (1º). Ao menos dez pessoas que integravam a força de paz, também conhecidos como capacetes azuis egípcios da Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana – Minusca foram feridos, por tiros disparados pela guarda presidencial em Bangui. A ONU classificou o ato como “um ataque deliberado”.

“Os elementos da Unidade de Polícia Constituída egípcia”, que circulavam em um ônibus, “sofreram inúmeros tiros da guarda presidencial sem prévio aviso ou resposta, quando não estavam armados”, declarou a ONU em nota. Dois deles ficaram gravemente feridos.

Ao deixar a área após o tiroteio, a cerca de 120 metros da residência presidencial, o ônibus “atropelou uma mulher que perdeu a vida”, acrescentou a Minusca, que “expressou suas condolências à família da vítima durante reunião no final do dia”.

Os capacetes azuis da unidade policial haviam desembarcado naquele mesmo dia no aeroporto de Bangui como parte da rotação regular e destacamento de tropas na República Centro-Africana.

Os integrantes da missão seguiam a bordo do coletivo claramente identificado com as iniciais UN para sua base, segundo Vladimir Monteiro, porta-voz da Minusca.

Procuradas pela AFP, as autoridades centro-africanas ainda não responderam.

Com informações da AFP