Últimas:
MS: Ônibus a serviço da Buser se envolve em acidente na BR-262, em Corumbá

CORUMBÁ – Um ônibus rodoviário, modelo Marcopolo Paradiso G7 1800 DD, equipado com chassi Scania da empresa Seriema Turismo que fazia viagem pela Buser, acabou se envolvendo em um acidente na manhã desta última sexta-feira (22), na altura do km 624 da BR-262, na cidade de Corumbá, no interior do Mato Grosso do Sul, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal. O coletivo seguia com 42 passageiros no trecho Corumbá x Campo Grande e apesar do acidente, não houve feridos.

MS: Ônibus a serviço da Buser se envolve em acidente na BR-262, em Corumbá - revistadoonibus

De acordo com o diretor-presidente da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul- Agepan, Carlos Alberto de Assis, todo cuidado é pouco no transporte de vidas. “A Agência está fortalecendo as fiscalizações em novas diretrizes para evitar que acidentes ocorram. Quando o assunto é transportar pessoas, vidas, todo cuidado é pouco, segurança no transporte é prioridade da Agepan”, afirma. 

Segundo os fiscais de transporte da Agência Reguladora que estão atuando em Corumbá, o motorista do veículo, que ainda não foi identificado, perdeu o controle da direção e bateu no “guard rail” da ponte do rio. Além disso, o ônibus estava irregular e clandestino, sem vistoria e nem autorização da Agepan.

MS: Ônibus a serviço da Buser se envolve em acidente na BR-262, em Corumbá - revistadoonibus

Todos que estavam no ônibus foram levados até Miranda, município mais próximo, em duas viagens com um veículo menor.  Um ônibus com 50 assentos, que estava em Corumbá, foi designado para transportar os passageiros de Miranda até Campo Grande. 

Os fiscais que estão no perímetro urbano de Corumbá acompanharam o desfecho do acidente e o ônibus da empresa foi guinchado. 


Nota da Buser sobre o acidente

A Buser lamenta o ocorrido na madrugada de sexta-feira (22/10), na cidade de Corumbá (MS). Nenhum passageiro do ônibus da parceira Seriema, que fazia o trajeto Corumbá a Campo Grande (MS), sofreu qualquer dano ou escoriação. A Buser prestou toda a assistência aos passageiros, que seguiram viagem até o destino final. O veículo trafegava abaixo da velocidade permitida na via e o ocorrido foi devido à perda da direção pelo motorista. 

Sobre a suposta irregularidade apontada pela Agepan, a Buser esclarece que está apurando junto ao parceiro a situação e que, se confirmada a infração, irá tomar medidas punitivas. 

Vale destacar que a Buser possui uma rigorosa política de verificação dos veículos por parte das empresas parceiras, de forma a garantir o padrão de qualidade da operação. A empresa implementa uma série de medidas para garantir mais segurança às suas viagens, como, por exemplo, treinamento dos condutores e seguro-viagem grátis para todos os passageiros. 

 Importante esclarecer, por fim, que o modelo de negócios da Buser é legal, justo e necessário para a moderna cadeia da mobilidade urbana.

Com informações da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul- Agepan e Buser Brasil


%d blogueiros gostam disto: