Últimas:
Rodoviários de Teresina anunciam paralisação de ônibus na segunda-feira (18)

TERESINA – A crise no transporte municipal de Teresina pode ganhar um novo capítulo na próxima semana. Nesta quinta-feira (14), os rodoviários realizaram uma assembleia onde aprovaram por maioria pela paralisação do transporte municipal a partir da próxima segunda-feira (18). A informação foi confirmada por Ajuri Dias, que é presidente do Sindicato dos Trabalhadores Em Empresas de Transportes Rodoviários – Sintetro.

Rodoviários de Teresina anunciam paralisação de ônibus na segunda-feira (18) - revistadoonibus

Na última terça-feira (12), os representantes dos rodoviários e dos empresários do transporte municipal, se reuniram na sede do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina – SETUT, na região Centro Sul de Teresina. O encontro que foi feito as portas fechadas, durou cerca de 1h30.

Entre as reivindicações dos motoristas e cobradores do transporte coletivo de Teresina estão a manutenção do salário integral no valor de R$ 2.039, o pagamento dos tickets no valor de R$ 611, plano de saúde para os trabalhadores do setor e a assinatura da convenção coletiva da categoria.

Os rodoviários afirmam que cobradores e motoristas de Teresina seguem recebendo salários com pagamento de diárias, o que para a categoria não seria interessante. Os profissionais do transporte pedem que os empresários façam o pagamento do salário de forma integral. A categoria defende o valor de R$ 2.039,00 para os motoristas e R$ 1.288,00 para os cobradores. Além disso, reivindicam também a volta do ticket alimentação, plano de saúde e a jornada de trabalho de 7h20.

Rodoviários de Teresina anunciam paralisação de ônibus na segunda-feira (18) - revistadoonibus

Empresários do transporte afirma que não há previsão para assinatura da Convenção Coletiva

De acordo com Vinicius Rufino, que é diretor financeiro do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina – Setut, ainda não há uma data precisa para que os empresários do transporte de Teresina possam assinar a Conversão Coletiva que vem sendo cobrada pelos rodoviários. Rufino, disse ainda que a categoria precisa aguardar a retomada dos passageiros para que possam dialogar sobre as questões trabalhistas.

“Estamos passando por um momento de evolução, não dá para conversar ainda sobre questões contratuais, salariais. Falo disso para futuro, para questões de definição. Ainda precisamos deixar o sistema retomar para poder ter uma base concreta de avançar”, afirmou. 

De acordo com Vinicius Rufino, o Setut segue avaliando que mesmo com a disponibilização de 40% da frota de ônibus circulando em Teresina, não houve aumento no número de passageiros pagantes.

Paralisação anunciada em Teresina

Em relação a paralisação dos rodoviários anunciada para a próxima segunda-feira (18), o diretor do Setut pediu “parcimônia”, ou seja, ação de economia, aos trabalhadores e acrescentou que é necessária a clareza de que “todos estão no mesmo barco”. 

“Esse é um momento de parcimônia, de haver um bom senso, compreensão, de que estamos todos no mesmo barco. Falar neste tipo de movimentação… precisamos deixar o carro andar um pouquinho para saber como será esse retorno do passageiro. Mas, é uma questão de cada. Não temos o controle sobre a decisão de cada um”, frisou. 

Com informações do Sindicato dos Trabalhadores Em Empresas de Transportes Rodoviários – Sintetro e Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina – Setut

%d blogueiros gostam disto: