Últimas:
RJ: Transportes Flores celebra 64 anos como um patrimônio da Baixada Fluminense

SÃO JOÃO DE MERITI – A empresa de ônibus Transportes Flores, conhecida por seus bons serviços prestados na Baixada Fluminense é uma das protagonistas do desenvolvimento do município de São João de Meriti. Afinal, no fim da década de 50, iniciava sua operação fazendo a linha 108 – São João de Meriti x Duque de Caxias – Via Matadouro com uma pequena frota de 10 veículos e garagem instalada onde hoje funciona a sede da Turismo Três Amigos, empresa do Grupo JAL.

RJ: Transportes Flores celebra 64 anos como um patrimônio da Baixada Fluminense - revistadoonibus
Foto: Transportes Flores – Divulgação

Naquela época, a população de São João estava concentrada no centro, em direção a São Mateus e Éden, basicamente em torno da Estrada de Ferro. Por isso, os bairros mais antigos do município são aqueles por onde passava a Ferrovia, e as primeiras linhas de ônibus também foram criadas em seu entorno.

A chegada da empresa foi fundamental para alavancar o crescimento urbano da cidade, contribuindo não apenas para o transporte da população, atendida basicamente pela Estrada de Ferro, como para o desenvolvimento da malha viária da cidade, inclusive asfaltando ruas.

De lá para cá, consolidou seu nome com uma frota de 375 ônibus, firmou seu diferencial voltado para a qualidade dos serviços, sistema de gestão, investimento em capacitações de seus colaboradores e no relacionamento com seus clientes. Com 64 anos de existência, a Flores se tornou um “patrimônio” da Baixada Fluminense, fazendo parte da história e memória de moradores da região, passageiros e colaboradores da empresa.

RJ: Transportes Flores celebra 64 anos como um patrimônio da Baixada Fluminense - revistadoonibus

Hoje engenheiro mecânico, Aldenir Fiore começou como jovem aprendiz, mas sua primeira lembrança da Flores é de quando ele ainda nem trabalhava na empresa. Tinha 13 anos e seu pai era mecânico na empresa. Um dia, o diretor da Flores na época reuniu a equipe e levou todos, com seus respectivos filhos, para o restaurante Minuano. Foi a primeira vez que Aldenir esteve numa churrascaria. “Eu fiquei encantado. Acho que até hoje gosto de churrasco por isso”, relembra. De lá para cá, são 42 anos de empresa, seu único emprego, recheados de boas recordações: jogos de futebol no campo da Flores, a horta para os funcionários, os amigos que fez e as diversas mudanças nessas quatro décadas.

Para Matheus Moreira, a empresa foi praticamente seu cupido. Busólogo, ele via o 451T – Campo Grande X Caxias passar perto de sua casa e dizia para si: “um dia eu irei viajar nesse ônibus para encontrar minha futura namorada”. Até que um dia, o Universo respondeu de uma forma inusitada. “Eu conheci uma mulher em um grupo do Facebook, em meio a uma discussão sobre uma foto. Por um erro num comentário que eu fiz, fui chamá-la no privado. E daí tudo começou. Meu desejo se realizou, justamente o que pedi. Viajei pela primeira vez nessa linha com a Flores para poder conhecer meu grande amor”, se emociona. Quase toda semana, Matheus faz a viagem de ida e volta para se encontrar com Isabella Cristina, e vice-versa.

RJ: Transportes Flores celebra 64 anos como um patrimônio da Baixada Fluminense - revistadoonibus
RJ: Transportes Flores celebra 64 anos como um patrimônio da Baixada Fluminense - revistadoonibus

Para Beatriz Consuelo, a Flores não representa apenas uma carreira bem-sucedida, mas sua história de vida. Os 43 anos de serviço permitiram que ela acompanhasse o crescimento da empresa, desde quando eram somente 250 colaboradores. Quando relembra sua trajetória, ela se emociona: “Conheci meu marido aqui, minha história se confunde com a da Flores. Tudo que possuo hoje de mais precioso começou aqui: minha família, meus netos e um lar maravilhoso”. 

Com informações da Transportes Flores

%d blogueiros gostam disto: