Últimas:
Porto Alegre: Protesto de rodoviários contra extinção de cobradores deixa ônibus lotados

PORTO ALEGRE – Os funcionários da Carris de Porto Alegre, realizaram na manhã desta segunda-feira (23), um protesto em frente a sede da empresa na capital gaúcha, contra a extinção dos cobradores nos ônibus e contra a privatização da empresa de ônibus, causando com isso transtornos para que precisou usar os ônibus.

Porto Alegre: Protesto de rodoviários contra extinção de cobradores deixa ônibus lotados - revistadoonibus

Em nota, a Carris informou que mesmo ao longo da manifestação seguia atendendo todas as linhas municipais e que cerca de 60 coletivos estavam nas ruas pela manhã, número que é considerado ideal para o período.

As linhas T11 e T12 são atendidas pelo Consórcio Viva Sul; T1 e T4 pelo Consórcio Mob; T6 e 343 pelo Consórcio Via Leste/Mais; e as demais pela própria Carris, por veículos que saíram da garagem.

“O maior reflexo para os passageiros é um pequeno atraso nas paradas até a normalização”, destaca.

Porto Alegre: Protesto de rodoviários contra extinção de cobradores deixa ônibus lotados - revistadoonibus

A Prefeitura de Porto Alegre se manifestou através da Empresa Pública de Transporte e Circulação de Porto Alegre – EPTC informando que está em operação emergencial desde a madrugada desta segunda para garantir o atendimento do transporte coletivo.

O prefeito Sebastião Melo se manifestou através das redes sociais e classificou a paralisação como “inoportuna”.

“A greve da Carris é inoportuna e acontece justamente no momento em que a cidade busca retomar a normalidade. Ainda há muita gente desempregada e aqueles que possuem salário em dia, às custas do erário público, cruzam os braços. Já foi orientado o corte do ponto e do salário”, disse.

O prefeito também afirmou que pelo menos um ônibus de três linhas da Carris (343, T5, T2A) opera sem cobrador na manhã de segunda. “Valor da passagem pago à vista, em dinheiro, é de R$ 4. Hoje, atuação dos cobradores impacta em R$ 0,72 no valor da tarifa do transporte público”, disse.

O presidente da Carris, Maurício Cunha, recebeu o grupo de manifestantes na sede da companhia, na manhã desta segunda.

Porto Alegre: Protesto de rodoviários contra extinção de cobradores deixa ônibus lotados - revistadoonibus
Porto Alegre: Rodoviários da Carris anunciam paralisação na segunda-feira - revistadoonibus

Prefeitura de Porto Alegre emite nota sobre o protesto da Carris

A prefeitura de Porto Alegre trabalha desde as primeiras horas da manhã de hoje, 23, para minimizar o impacto da paralisação da Carris. O atendimento das linhas de ônibus da companhia foi afetado em razão de uma manifestação dos rodoviários.

Para não deixar a população desassistida, a prefeitura, por meio da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), promoveu um esquema especial de transporte, onde foram remanejados veículos de outros consórcios de ônibus para atender as linhas da Carris.

Ao todo, estão sendo utilizados 59 veículos. Todas as linhas da Carris estão circulando. A T11 e T12 são atendidas pelo Consórcio Viva Sul; T1 e T4 pelo Consórcio Mob; T6 e 343 pelo Consórcio Via Leste/Mais; e as demais pela própria Carris, por veículos que saíram da garagem.

O prefeito Sebastião Melo se manifestou em suas redes sociais e classificou a paralisação dos rodoviários como inoportuna e acrescentou que “acontece justamente no momento em que a cidade busca retomar a normalidade. Ainda há muita gente desempregada e aqueles que possuem salário em dia, às custas do erário público, cruzam os braços”. O presidente da Carris, Maurício Cunha, recebeu o grupo de manifestantes na sede da companhia, nessa manhã.

Com informações da Prefeitura de Porto Alegre e RBSTV

%d blogueiros gostam disto: