Últimas:
Empresas de ônibus precisam reduzir o número de poltronas para conquistar clientes

RIO E SÃO PAULO – As empresas de ônibus rodoviários que operam principalmente trechos interestaduais e que estão para negociar a renovação de parte de sua frota, precisam estar atentas as mudanças do mercado. Com a presença de aplicativos de viagens como Aguia Flex, Buser, ClickBus X, Embarca ai, 4Bus e Wemobi e futuramente com a chegada do Flixbus, quem não oferecer mais conforto, poderá perder passageiros, ao menos, aqueles mais exigentes.

Empresas de ônibus precisam reduzir o número de poltronas para conquistar clientes - revistadoonibus

Diferente de muitas empresas que operam linhas interestaduais, o aplicativo Buser segue investindo pesado em conforto, com modernos ônibus que são fretados de empresas de turismo e fretamento com poltronas leito e leito cama, com muito mais espaço entre elas, proporcionando uma experiência interessante durante as viagens. Há quem diga que o serviço seja clandestino, porém, ainda não há uma regulamentação do setor.

Um exemplo desse cenário é no trecho Rio x São Paulo e São Paulo x Rio, que além dos aplicativos de viagens compartilhadas, sete empresas brigam por passageiros em seus modernos ônibus com saídas pela Rodoviária Novo Rio e do Terminal Rodoviária do Tietê, porém, há cliente que reclame do espaço interno de algumas dessas empresas.

A configuração do serviço leito com 12 poltronas por exemplo e 48 no serviço semi-leito, para alguns clientes mais exigente é fator determinante para não embarcar com uma certa empresa, optando pela concorrência que passa oferecer um serviço com mais espaço interno. Nos últimos dias, notamos que algumas empresas de ônibus que mesmo oferecendo passagem mais barata, estavam transportando menos passageiros, já que sua concorrente segue oferecendo menos poltronas no serviço leito cama, por exemplo. Nem só de preço baixo vive o passageiro mais exigente.

Empresas de ônibus precisam reduzir o número de poltronas para conquistar clientes - Viação Kaissara - revistadoonibus

A Viação Kaissara que pertence ao Grupo Itapemirim, vem chamando a atenção por disponibilizar em alguns horários, modernos ônibus double decks, com apenas 6 poltronas no serviço cama e outras 44 no serviço semi-leito, considerada por muitos clientes que exigem conforto, como um dos ônibus mais espaçosos do trecho, tendo em vista que outras empresas optam por disponibilizar de 10 a 12 poltronas no serviço leito cama e leito, respectivamente e outras 48 poltronas no serviço semi-leito.

Outro fator que clientes mais exigentes e que optam pelo serviço leito e ou leito cama é a presença do banheiro no primeiro piso. Algumas empresas que adotaram a expansão do serviço da primeira classe, disponibilizando mais duas poltronas e com isso, transferindo o banheiro para o segundo andar, já estão notando que muitos clientes estão optando por ônibus com o toalhete no primeiro andar, devido a falta de mobilidade e dificuldade na utilização do mesmo, para os passageiros com dificuldade de mobilidade.

Empresas de ônibus precisam reduzir o número de poltronas para conquistar clientes - Viação Kaissara - revistadoonibus
Foto: Mapa de um ônibus Double Deck da Viação Kaissara com menos poltronas a bordo – reprodução de internet

Apesar de tais exigência, o trecho Rio x São Paulo e São Paulo x Rio segue bastante competitivo, oferecendo uma gama de horários e serviços como convencional, executivo, semi-leito, leito, leito cama e leito total, com ônibus novos e bastante confortáveis, atendendo aos diferentes clientes, também conhecidos como passageiros.

Nesse circuito na ponte Rio x São Paulo x Rio, os empresários precisam entender que menos poltronas, as vezes pode ser sinônimo de mais passageiros satisfeitos, pelo menos em alguns horários diferenciados, já que a concorrência vem só aumentando.

Vai conquistar mais passageiros, quem oferecer preço, atendimento e conforto, não necessariamente nesta mesma ordem.

%d blogueiros gostam disto: