Últimas:
China suspende o transporte de passageiros devido a chegada do tufão In-fa

XANGAI – O governo chinês decidiu suspender o transporte terrestre e aéreo em Xangai e em outras cidades localizadas na costa leste da do país, antes que o tufão in-fa atinja a costa da China e possa causar ainda maiores problemas e possíveis mortes.

China suspende o transporte de passageiros devido a chegada do tufão In-fa - revistadoonibus

Segundo o governo chinês, o tufão chegou ao mar do país hoje, mais precisamente na província de Zhejiang, ao sul de Xangai, na cidade portuária de Zhoushan, segundo a emissora de televisão estatal, que citou a Administração Meteorológica da China como fonte.

O In-fa se aproxima em um momento no qual a província de Henan vem sofrendo com chuvas torrenciais sem precedentes. Várias cidades foram inundadas e pelo menos 58 pessoas morreram, enquanto quase 1 milhão tiveram que ser realocadas.

Ainda de acordo com as autoridades chinesas, o tufão já vem provando fortes chuvas e ventos de mais de 135 km/h perto de seu centro. A Administração Meteorológica da China prevê que ele se desloque para noroeste a cerca de 15 quilômetros por hora.

As autoridades marítimas chinesas emitiram alertas vermelhos de emergência nas províncias de Zhejiang e Jiangsu e na cidade de Xangai. Espera-se que o In-fa perca força à medida que se desloca, mas há previsão de chuvas acumuladas em Xangai que cheguem a até 200 milímetros por metro quadrado.

Cerca de 360 mil pessoas foram retiradas de áreas perigosas em Xangai, de acordo com o Global Times oficial.

Cinco linhas do metrô em Xangai foram suspensas, assim como o trem expresso para o aeroporto, e vários parques de diversões, incluindo a Disney, foram fechados. A circulação de ônibus na região também segue comprometida.

As inundações em Henan mataram 12 pessoas no metrô de sua capital, Zhengzhou, depois que os passageiros ficaram presos em trens com água até o peito.

Todos os voos, tanto em Xangai quanto na cidade vizinha de Hangzhou, também foram cancelados. O tráfego de embarcações em grande parte das águas do Mar da China Oriental também foi suspenso, e centenas de pequenas embarcações foram retiradas dos portos que devem ser os mais afetados.

Com informações da Record TV

%d blogueiros gostam disto: