Últimas:
SP: Rodoviários da Prudente Urbano retomam operação com 29 ônibus nesta manhã

PRESIDENTE PRUDENTE – Os funcionários da Viação Prudente Urbano, retomaram a operação parcial no município de Presidente Prudente, por volta das 9h10 desta sexta-feira (23), após uma reunião entre o prefeito Ed Thomas – PSB e representantes da empresa Company-Tur Transportes e Turismo LTDA, que é a responsável pelo transporte municipal na cidade, também conhecida como Viação Prudente Urbano.

SP: Rodoviários da Prudente Urbano retomam operação com 29 ônibus nesta manhã - revistadoonibus

A reunião realizada nesta manhã, ocorreu com portas fechadas, depois que a administração municipal anunciar uma intervenção parcial na empresa de ônibus, através do Decreto nº 32.216/2021 que foi publicado por volta das 7h desta sexta-feira, no Diário Oficial do Município.

A medida, segundo o governo municipal, leva em consideração que o serviço é essencial à população e também já era prevista no contrato de concessão com a Prudente Urbano.

Como interventor, foi designado Manoel Silva Félix da Costa, que é coordenador de Assuntos Viários e Segurança Pública da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública – Semob.

SP: Rodoviários da Prudente Urbano retomam operação com 29 ônibus nesta manhã - revistadoonibus

Após diálogo entre o prefeito e os funcionários, 29 ônibus já voltaram a circular na manhã desta sexta-feira (23). Este número corresponde a um terço da frota total, porém, ao longo das próximas horas, este número deve aumentar, já que as negociações com os funcionários continuam.

O processo de intervenção também considerou o relatório final apresentado pela Comissão Parlamentar de Inquérito, por meio do processo administrativo nº. 6.975/2020, cujo relatório final apontou recorrentes descumprimentos do contrato de concessão.

SP: Rodoviários da Prudente Urbano retomam operação com 29 ônibus nesta manhã - revistadoonibus

O interventor deve instaurar processo administrativo objetivando a comprovação das causas determinantes da intervenção, bem como a apuração de responsabilidades. O processo administrativo deverá ser finalizado em até 60 dias.

Caso seja constatada a inviabilidade da continuidade da concessão, o município adotará as medidas necessárias para que seja decretada a caducidade da concessão. Caso não seja extinta, a concessão será devolvida à concessionária.

Com informações da Prefeitura de Presidente Prudente

%d blogueiros gostam disto: