Últimas:
Grupo Itapemirim mesmo em recuperação judicial deve lançar banco digital no Brasil

SÃO PAULO – Mesmo atravessando uma grave crise financeira e uma recuperação judicial que parece não ter fim, o Grupo Itapemirim deve se lançar muito em breve no mercado financeiro, com o Ita Bank, um novo banco digital que deve passar oferecer contas digitais como seus concorrentes.

Grupo Itapemirim mesmo em recuperação judicial deve lançar banco digital no Brasil - revistadoonibus

Com uma dívida que ultrapassa dos R$ 300 milhões com seus credores e também com ex-funcionários, assim como R$ 1 bilhão de passivos tributários, como informou o portal Aqui notícias, O Grupo Itapemirim tenta emplacar sua marca no mercado financeiro, depois de lançar sua nova cia aérea, a ITA Transportes, nome diferente para não ter associação direta com a Viação Itapemirim dos ônibus amarelos.

O site do novo banco do Grupo Itapemirim segue no ar, porém, sem funcionalidades, apenas com a mensagem Seu Banco definitivo está chegando. Não há detalhes como serão oferecidos os serviços bancários e se o Ita Bank estará associado com algum grande banco privado.

De início, as informações que circulam é de que os novos clientes poderão abrir suas contas gratuitas de forma digital e que não haverá taxas de manutenção.

Grupo Itapemirim é alvo de CPI no interior do Rio de Janeiro

Câmara Municipal de Nova Friburgo autorizou a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI do Transporte Público para investigar e apurar responsabilidades e supostas irregularidades contidas no processo Administrativo nº 1.840/2021 da Prefeitura Municipal de Nova Friburgo que tem como objetivo a contratação de empresa de transporte intermunicipal. A ação foi baseada no requerimento que veio acompanhado inúmeros documentos para sua instrução, e com a justificativa de que “Há nebulosidade que permeia todo o procedimento, inclusive com suspeitas de favorecimento e advocacia administrativa em favor da empresa vencedora, com pedidos de regularização e/ou complementação de documentação fora de prazo”.

RJ: Câmara Municipal de Nova Friburgo autoriza instalação da CPI que investigará contrato com a Itapemirim - revistadoonibus

De acordo com a Câmara Municipal de Nova Friburgo, a partir de agora os blocos partidários, que é representação de dois ou mais partidos, têm o prazo de duas sessões ordinárias para apresentar os nomes para a composição da Comissão. De acordo com essa regra, os partidos PDT, CIDADANIA, PSDB forma o bloco 1; PL, PSC, DC formam o bloco 2; PP, MDB, PRTB formam o bloco 3; PSL, PARIOTA, PROS formam o bloco 4; e REPUBLICANOS, PSB, AVANTE formam o bloco 5. Como o prazo termina na próxima terça-feira, a previsão do início dos trabalhos é a próxima quarta (14), quando deve ser publicada a Portaria por parte da Presidência da Casa Legislativa.

Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI, que terá o prazo de 120 dias para realizar suas atividades, poderá atuar também durante o recesso parlamentar e até prorrogar este prazo, a fim de concluir seus trabalhos, mediante deliberação interna dos membros que deverá ser ratificada pelo Plenário. Já quanto a definição de ocupação das funções, o primeiro vereador a assinar o requerimento de instauração da CPI terá prioritariamente a prerrogativa de exercer a função de Presidente ou Relator, conforme sua conveniência, restando as demais funções não preenchidas serem submetidas a votação entre os membros.

Confira outras notícias sobre o Grupo Itapemirim

%d blogueiros gostam disto: