Últimas:
Manaus: Rodoviários da Viação Açaí fazem protesto na porta da garagem nesta manhã

MANAUS – O fechamento da Açaí Transportes, que deixou de operar as linhas municipais da Zona Norte de Manaus, nesta última quinta-feira (8), quando a direção da empresa de ônibus decidiu fechar suas portas sem comunicar seus funcionários e a Prefeitura de Manaus, acabou gerando na manhã deste sábado, um protesto na porta da empresa de ônibus, onde os funcionários alegam que a empresa não estaria fazendo acordo.

Manaus: Rodoviários da Viação Açaí fazem protesto na porta da garagem nesta manhã - revistadoonibus

De acordo com a Rede Amazônica, durante a madrugada, diversos ônibus foram retirados da garagem, o que passou gerar ainda mais insegurança entre os funcionário, já que os veículos serão dados como garantia para o pagamento das multas e demais pagamentos das dividas trabalhistas na justiça. Segundo o dono da empresa, os ônibus que deixaram a garagem durante a madrugada, foram entregues ao banco que fez o financiamento dos mesmos, já que a empresa não possui mais condições de pagar as prestações do financiamento, por está em recuperação judicial e não irá mais operar no transporte público de Manaus.

Ao longo do protesto que foi realizado nesta manhã, os rodoviários que trabalharam na empresa, afirmaram que o dono da Açaí Transportes não queria dar baixa da carteira dos funcionários, impedindo que eles pudessem inclusive, tentar trabalho em outras empresas. O grupo de manifestante afirmaram ainda que o empresário se recusou negociar com os funcionários e por conta disso, houve uma discussão entre eles.

O Sindicato dos Rodoviário foi acionado e esteve presente nesta manhã na porta da garagem de ônibus com seus representantes, como forma de conseguir um acordo para o fechamento da empresa e o desligamento de seus funcionários. Alguns dos funcionários da Açaí Transportes, afirmaram que desde o ano de 2017 que a direção da empresa deixou de recolher os benefícios que estão previsto na lei.

Manaus: Rodoviários da Viação Açaí fazem protesto na porta da garagem nesta manhã - revistadoonibus

“A gente só quer o que é nosso, nós temos direito, só o que eles nos deve, é dinheiro do trabalhador”, afirmaram dos rodoviários e ex-funcionários da empresa de ônibus.

A confusão entre o empresário da Açaí Transportes e os funcionários, ficou mais intensa, quando se tentava uma cordo sobre o desligamento dos rodoviários. “Nenhum que saiu recebeu, como ele quer que assinemos uma coisa no escuro, se ele não tem palavra”, revelou uma manifestante.

Manaus: Rodoviários da Viação Açaí fazem protesto na porta da garagem nesta manhã - revistadoonibus

Os rodoviários da empresa Açaí Transportes reclamam da ausência de informações sobre a situação de trabalho, e temem que possa haver demissões com a nova direção.

De acordo com a Prefeitura de Manuas, o fechamento da empresa na manhã desta última quinta-feira de forma repentina, segue afetando os moradores da Zona Norte, mesmo se tratando de uma questão particular da empresa de ônibus, como informou Ednaldo Costa que é o diretor de transporte do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana – IMMU, que acompanha a situação no local.

“Estamos tentando entrar na empresa para verificar o problema. O ir e vir das pessoas fica prejudicado. E o nosso objetivo aqui é garantir o ir e vir de forma digna, rápida e eficiente”, disse.

Manaus: Açaí Transportes fecha garagem e impede funcionários de iniciar operação municipal - revistadoonibus

De acordo com a Prefeitura de Manaus, a Açaí Transportes opera em mais de dez linhas municipais na região da Zona Norte da cidade e possui 65 ônibus urbanos em sua frota.

administração municipal informou ainda que os ônibus de outras empresas que atuam no transporte público da capital foram chamados para cobrir as linhas atendidas pela empresa. O IMMU também acredita que nesta quinta nenhum veículo da Açaí deve rodar na cidade.

Nas principais redes sociais e também em grupos de mensagens por aplicativos, circula a informação de que a empresa teria fechada as portas e decretado falência, o que ainda não foi confirmado oficialmente.

Empresa de Manifesta

Em nota, a empresa informou que não possui condições de manter a operação no sistema de transporte coletivo de Manaus, por conta de uma dívida acumulada em quase 10 anos de concessão na cidade.

Com informações da Viação Açaí, Prefeitura de Manaus e Sindicato dos Rodoviários de Manaus

%d blogueiros gostam disto: