Últimas:
Presidente Prudente: Greve no transporte completa 20 dias e sem solução aparente

PRESIDENTE PRUDENTE – A crise no transporte municipal de Presidente Prudente, completou nesta segunda-feira (5), a paralisação parcial dos ônibus por 20 dias seguidos. A greve no transporte coletivo de passageiros da cidade continua afetando diretamente os moradores que dependem dos ônibus, já que atualmente a cidade conta com 29 coletivos rodando no horário de pico com 50% da frota e outros 20 ônibus nos demais período, o que equivale a 35% da frota.

Presidente Prudente: Greve no transporte completa 20 dias e sem solução aparente - revistadoonibus

A paralisação do transporte municipal segue, segundo os funcionários da empresa de ônibus Prudente Urbano, devido ao atraso no pagamento dos salários, do vale que antes era pago todo dia 20, do vale-alimentação, entre outros benefícios que eram pagos pela empresa.

Os rodoviários chegaram fazer uma paralisação total, deixando a cidade sem ônibus por ao menos quatro dias. A retomada da operação dos ônibus, foi definida na tarde desta última quinta-feira (1º), durante uma assembleia que foi realizada entre os rodoviários da empresa, depois que a Justiça do Trabalho, voltou notificar o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Terrestre de Presidente Prudente e Região – Sintrattepp para que sejam mantidos o mínimo de trabalhadores na ativa, pois o transporte coletivo é um serviço essencial.

Uma reunião também foi realizada com representantes da empresa de ônibus Prudente Urbano, onde chegaram alertar ao Sintrattepp, que sem ônibus circulando na cidade, não haveria dinheiro para o pagamento dos benefícios que estão atrasados.

Ainda segundo informações do Sintrattepp, os pagamentos seguem atrasados e não houve sinalização para regularização da situação no início da manhã desta segunda-feira (5).

Presidente Prudente: Greve no transporte completa 20 dias e sem solução aparente - revistadoonibus

Prefeitura define comissão para tratar assunto do transporte

A Prefeitura de Presidente Prudente, publicou na última sexta-feira (2), um decreto que nomeou membros de uma comissão para acompanhar a auditoria que será realizando na empresa de ônibus Prudente urbano.

De acordo com a administração municipal, o anúncio da contratação de uma empresa que fará auditoria nas contas da Prudente Urbano foi anunciada no último dia 1º de julho, durante uma reunião entre o governo municipal e representantes dos rodoviários.

Presidente Prudente: Greve no transporte completa 20 dias e sem solução aparente - revistadoonibus

Confira a lista com os nomes da comissão

  • Presidente: César Adriano Gardim Lopes, assessor da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública (Semob);
  • Membro: Fábio Alessandro dos Santos Robbs, diretor de Concessão Pública e Gestão de Terminais;
  • Membro: Ádriner Vinicius Sanfelici Rocha, engenheiro da Semob;
  • Membro: Pedro Anderson da Silva, procurador-chefe da Secretaria Municipal de Assuntos Jurídicos e Legislativos.

De acordo com o decreto, a comissão para acompanhamento da auditoria tem como objetivo “apurar as causas da crise financeira vivida pela empresa, que tem comprometido o pagamento de seus funcionários, desencadeando greves e prejudicando o serviço do transporte coletivo”.

A empresa de ônibus Prudente Urbano, ainda não se manifestou sobre a paralisação dos funcionários e nem sobre a auditoria que terá que passar junto ao governo municipal, até a publicação desta reportagem.

Com informações da Prefeitura de Prudente Prudente e TV Fronteira

%d blogueiros gostam disto: