Últimas:
STJ determina prosseguimento de investigação criminal contra dono do Grupo Itapemirim, diz jornal

BRASÍLIA – De acordo com reportagem de O Globo, o Superior Tribunal de Justiça acabou rejeitando o pedido do empresário e dono do Grupo Itapemirim, Sidnei Piva de Jesus, que teria solicitado o arquivamento de um inquérito policial que investiga o empresário por crime de falsidade ideológica e uso de vários CPFs.

STJ determina prosseguimento de investigação criminal contra dono do Grupo Itapemirim - revistadoonibus

Ainda segundo a publicação, Piva que controla as empresas do Grupo Itapemirim, como a Viação Itapemirim e a Ita Transportes Aéreos, teria entrado com habeas corpus como forma de tancar o inquérito alegando que crime teria prescrito, o que foi negado durante uma decisão monocrática feita pelo ministro Reynaldo Soares da Fonseca, proferida na última quinta-feira (23).

Dois dias antes da decisão do ministro, o tema sobre a multiplicidade de CPFs do empresário do Grupo Itapemirim, acabou sendo alvo de questionamentos em uma audiência pública que foi realizada na Comissão de Viação e Transportes no Congresso Nacional, convocada pelo deputado Evandro Romam – Patriota-PR, onde o parlamentar se mostrou bastante preocupado com a estrutura societária da ITA Transportes, a mais nova empresa aérea do Brasil, que teve o voo inaugural entre o Aeroporto Internacional de Guarulhos e o Aeroporto de Brasília na manhã desta terça-feira (29).

A partir de 1.º de agosto, a ITA ganhará voos para mais seis capitais: Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Natal (RN), Recife (PE) e Vitória (ES).

STJ determina prosseguimento de investigação criminal contra dono do Grupo Itapemirim - revistadoonibus
Foto: Divulgação

De acordo com o jornal O Globo, Sidnei Piva de Jesus, ainda figura em outro inquérito policial que segue apurando eventuais crimes falimentares que teriam sido cometidos no âmbito da Recuperação Judicial da Itapemirim, em que o empresário vinha desde o ano de 2020 afirmando que faria o pagamento da quitação da dívida.

A assessoria do empresário, informou ao jornal que o mesmo não cometeu irregularidades e que segue a disposição da Justiça.

“Em relação ao processo que tramita em segredo de Justiça, não houve nenhuma decisão judicial de mérito. O empresário Sidnei Piva reafirma que não cometeu nenhuma irregularidade. O caso já foi esclarecido em depoimentos a outras instâncias. No entanto, está à disposição caso a Justiça julgue necessários novos esclarecimentos.”

Com informações de O Globo

Confira mais notícias sobre a Viação Itapemirim

%d blogueiros gostam disto: