Últimas:
Paralisação de rodoviários atinge Belém, Ananindeua e Marituba nesta manhã

ANANINDEUA, BELÉM E MARITUBA – Os funcionários das empresas que ônibus que atendem linhas nas cidades de Ananindeua, Belém e em Marituba, na Região Metropolitana, realizam desde o início da madrugada desta quinta-feira (27), uma paralisação total do transporte, deixando milhares de moradores sem ônibus. Os rodoviários aguardam nesta manhã por uma cordo coletivo para que a circulação dos ônibus retorne na capital e parte da região metropolitana.

Paralisação de rodoviários atinge Belém, Ananindeua e Marituba nesta manhã - revistadoonibus

Desde as primeiras horas da manhã era possível ver muitos rodoviários ocupando partes da frente das garagens dos ônibus, no aguardo de uma decisão, para que possam voltar ao trabalho ainda nesta manhã.

O transporte alternativo acabou sendo a melhor opção para quem precisa se locomover nesta manhã. A paralisação foi anunciada pela categoria ainda nesta última quarta-feira (26), em uma reunião com o sindicato que representa as empresas de ônibus e que acabou sem acordo.

Paralisação de rodoviários atinge Belém, Ananindeua e Marituba nesta manhã - revistadoonibus

O Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região – TRT8, acabou determinando que os rodoviários garantam a circulação de 80% da frota de ônibus, apresentando, para isso, o número de associados suficientes para garantir o oferecimento do serviço à população, mesmo com redução, sob pena de multa diária de R$150 mil.

De acordo com Everton Paixão, que é vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários de Belém, os rodoviários acabaram rejeitando a proposta dos empresários do transporte em suspender por seis meses as negociações com os rodoviários. “Ainda querem retirar direitos conquistados, como o ticket alimentação, auxílio clínica e outras cláusulas de nossa convenção coletiva. Sendo que a categoria já está há dois anos com perdas salariais e simplesmente a patronal não sinalizou nem com as perdas. Então a categoria votou pela greve geral”, alega Paixão.

Com informações do Sindicato dos Rodoviários de Belém e Rede Liberal

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: