Últimas:
SP: Justiça do Trabalho determina retorno dos ônibus em Ribeirão Preto

RIBEIRÃO PRETO – Uma decisão liminar da Justiça do Trabalho, determina a volta de ao menos 50% da frota dos ônibus municipais de Ribeirão Preto, nos horários de pisco que é das 6h às 8h e das 17h ás 19h, além do retorno de 35% da frota nos demais horários. Por conta da decisão judicial, o Sindicato dos Empregados do Transporte Urbano de Ribeirão Preto – Seeturp, informou na noite desta terça-feira (25), que os ônibus estarão circulando já na manhã desta quarta-feira (26), após dois dias de paralisação total.

SP: Justiça do Trabalho determina retorno dos ônibus em Ribeirão Preto - revistadoonibus

Os coletivos municipais voltaram a rodar na cidade no início da manhã desta quarta-feira (26), no terceiro dia de greve. A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Empregados do Transporte Urbano de Ribeirão Preto – Seeturp na noite desta terça-feira (25).

paralisação do transporte municipal de Ribeirão Preto, no interior do Estado de São Paulo, seguirá nesta terça-feira (25), já que o Consórcio ProUrbano e os rodoviários não chegaram em um acordo para a realização do pagamento do vale mensal, que ainda está atrasado desde a última quinta-feira (20), data que deveria ter sido pago.

SP: Justiça do Trabalho determina retorno dos ônibus em Ribeirão Preto - revistadoonibus

Consórcio ProUrbano apresentou uma proposta para o adiamento do salário para o próximo quinto dia útil, o que não foi aceito pelos rodoviários. Segundo Roque Felício, que é o presidente do ProUrbano, a empresa atravessa uma situação complicada com problemas financeiros que foram agravados desde o início da pandemia da Covid-19, quando houve uma queda do número de passageiros pagantes sendo transportados na cidade.

Ainda de acordo com Felício, antes da pandemia de Covid-19, a cidade de Ribeirão Preto registrava um número de 200 mil passageiros transportados e 100% da frota de ônibus em circulação.

“Hoje estamos com demanda de 47% de passageiro que a gente tinha, com 83% de frota na rua, fora o aumento do custo do combustível, peças e acessórios e outros itens. Então, fica impraticável qualquer operação se equilibrar neste mundo que estamos vivendo”, explicou.

SP: Justiça do Trabalho determina retorno dos ônibus em Ribeirão Preto - revistadoonibus

Apesar da volta nesta quarta-feira, os motoristas voltam a parar de quinta-feira (27) até segunda-feira (31), quando o transporte público estará suspenso em Ribeirão Preto junto com outras regras de restrições determinadas pela Prefeitura para conter o avanço da Covid-19.

Foi preciso os rodoviários de Ribeirão Preto realizar uma paralisação total da frota municipal, para que a Prefeitura da cidade se movimentasse para sinalizar pela vacinação contra a Covid-19 nos funcionários das empresas de ônibus. No início da tarde desta segunda-feira (24), a Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto (SP) afirmou que abrirá, a partir das 8h30 da terça-feira (25), o agendamento da vacina aos rodoviários que operam o sistema municipal de transporte.

SP: Justiça do Trabalho determina retorno dos ônibus em Ribeirão Preto - revistadoonibus

governo municipal sinalizou após intensa pressão dos funcionários das empresas de ônibus, que a imunização dos rodoviários deve ocorrer já na próxima quarta-feira (26), na sede da  Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto S/A – Transerp, empresa que gerencia o trânsito de Ribeirão Preto. O endereço é Rua General Câmara, 2.910, Jardim Presidente Dutra.

SP: Paralisação de ônibus segue em Ribeirão Preto que inicia novo lockdown contra Covid-19 - revistadoonibus
Foto: Divulgação

Ribeirão Preto terá um novo lockdown parcial

Em meio ao intenso aumento de casos de Covid-19 em Ribeirão Preto, com o avanço da pandemia da cidade, a Prefeitura decidiu na tarde desta segunda-feira (24), suspende o funcionários do comércio, assim como dos shopping centers e restaurantes e suspender por pelo menos cinco dias a operação do transporte coletivo urbano, que atualmente segue paralisado desde as primeiras horas da manhã de hoje.

A medida, foi anunciada pelo prefeito Duarte Nogueira – PSDB e pelo secretário da Saúde Sandro Scarpelini, após o aumento significativo do número de pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva – Utis, que bateu recorde na cidade.

A administração municipal evita falar em novo Lockdown, como ocorreu na cidade vizinha de Batatais, e sim afirmar que o município de Ribeirão Preto terá novas restrições, que começarão valer na próxima quinta-feira (27). Porém, os moradores através das redes sociais, já começam argumentar sobre o novo lockdown parcial na cidade.

Com as novas medidas de restrição em Ribeirão Preto, também conhecidas pelos moradores como o segundo Lockdonw, os supermercados, lojas, restaurantes e os quatro shoppings da cidade, não poderão abrir suas portas. A prefeitura informou, que no caso de supermercados e restaurantes poderão atender via delivery.

Também estão proibidos de funcionar estabelecimentos escolares, templos religiosos, parques, academias, oficinas mecânicas e salões de beleza. O transporte coletivo urbano só vai funcionar até quarta (26).

O governo municipal, disse ainda que as novas restrições não irão fechar as indústrias da região, como ocorreu quando anunciou o lockdown entre os dias 17 e 21 de março. A administração municipal disse ainda que poderão abrir estabelecimentos ligados à saúde, postos de combustíveis, construção civil e clínicas veterinárias (para urgências). Missas e cultos estão vetados, mas os templos têm permissão para manter as portas abertas.

Devido ao lockdown, a cidade chegou a registrar queda de 45% em relação às semanas anteriores na procura de pacientes com suspeita de Covid-19 nas unidades de atendimento da prefeitura. No entanto, voltou a haver alta de casos e internações nas últimas semanas, cenário que a Secretaria da Saúde local atribui ao avanço da circulação da variante brasileira da Covid-19, mais agressiva que a que circulava anteriormente.

Segundo o prefeito Duarte Nogueira – PSDB, as medidas restritivas vigorarão no mínimo até a próxima segunda-feira (31), quando uma nova avaliação do centro de contingência será feita, o que poderá resultar em prorrogação das medidas restritivas ou flexibilização de algumas atividades.

Com informações da Prefeitura de Ribeirão Preto e Sindicato dos Empregados em Empresas de Transporte Urbano e Suburbano de Passageiros de Ribeirão Preto e Região – Seeturp

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: