Últimas:
Síria: Regime de Assad usa ônibus no despejo de 30 famílias da região sul

DAMASCO e QUNEITRA – Na última sexta-feira (21), o regime de Bashar Al-Assad acabou utilizando diversos ônibus para retirar à força cerca de 30 famílias da província de Quneitra, no sul da Síria, de onde foram encaminhados para a cidade de Idlib, que está sob o controle de grupos de oposição, como informou o site Monitor do Oriente Médio.

Síria: Regime de Assad usa ônibus no despejo de 30 famílias da região sul - revistadoonibus
Foto: Muhammed Said – Agência Anadolu – Divulgação

Segundo a publicação, ao menos 150 pessoas acabaram sendo despejadas de suas casas na região de Quneitra, que está localizada ao lado da região das Colinas de Golã ocupada por israelenses. Todos foram instalados em casas de briquete construídas por ONGs turcas em Idlib.

“Eles querem instalar o Hezbollah e os iranianos em nossas casas. Estávamos sob bloqueio há cerca de três anos. Eles começaram a deter nossos jovens”, disse Mohammed Said, um dos civis deslocados, à Agência Anadolu.

“Eles nos cercaram. Não nos deixaram em paz e nos forçaram a migrar. Espero que o regime de Assad caia e que voltemos ao nosso país”, disse Um Muhammed, outro civil que se refugiou em Idlib.

Síria: Regime de Assad usa ônibus no despejo de 30 famílias da região sul - revistadoonibus
Foto: Muhammed Said – Agência Anadolu – Divulgação

De acordo com a Agência Anadolu, o regime de Assad, depois de impor um bloqueio e realizar ataques massivos, acabou assumindo completamente o controle de Quneitra em meados de 2018.

Mais de 10.000 pessoas foram evacuadas de Dara’a e Quneitra para as regiões do norte da Síria em julho de 2018.

Uma guerra civil estourou na Síria no início de 2011, quando o regime reprimiu os protestos pró-democracia com uma ferocidade inesperada.

Cerca de meio milhão de pessoas foram mortas e mais de 12 milhões tiveram que fugir de suas casas como resultado dos ataques.

Com informações da Agência Anadolu e Monitor do Oriente Médio

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: